Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Poder Judiciário da UniãoTribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios

Navegação

Ferramentas Pessoais

Leonardo Aguiar

Enxergar a vida de uma forma mais otimista
por AP/SECOM-VIJ — publicado em 01/08/2017 18:12

Desde 2008, o Centro Brasileiro da Visão (CBV) faz parte do grupo de voluntariados da Rede Solidária Anjos do Amanhã. Essa parceria nasceu do desejo em comum de gerar oportunidades e garantir direitos para as crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. “Melhorar a qualidade de vida das pessoas é um dos valores do CBV e, junto com o Anjos do Amanhã, caminhamos em direção a esse ideal”, ressalta Leonardo Aguiar, diretor comercial do CBV.

O CBV é membro da rede de hospitais credenciados no Pró-Saúde, plano de saúde dos servidores do TJDFT. Em uma reunião entre os dois, surgiu a ideia do hospital oftalmológico atender as crianças e adolescentes assistidos pela Vara da Infância e da Juventude, por meio do seu programa social, Rede Solidária Anjos do Amanhã. “Quando surgiu a proposta, aceitamos imediatamente. Participar dessa parceria com o Anjos é muito satisfatório, representa um pedacinho em um universo tão grande de carências das crianças e adolescentes do Brasil”, conta o diretor.

Atualmente duas crianças assistidas pelo Anjos estão recebendo tratamento oftalmológico no CBV. Mas o diretor comenta que esse número pode aumentar, dependendo das necessidades de outros meninos e meninas beneficiados pelo programa.

Leonardo revela que o serviço prestado pela empresa compartilha dos mesmos preceitos do trabalho de voluntariado. “Nossa vontade é ir além da cura de uma doença. Queremos fazer nossos pacientes enxergar a vida de uma forma mais otimista, com melhores possibilidades”, compartilha.

O que mais motivou o CBV a fazer parte da rede de voluntários do Anjos do Amanhã foi o perfil do público assistido. “Ajudar crianças e adolescentes expostos a situações de vulnerabilidade social e de violência física, psicológica e sexual é a certeza de que podemos amenizar histórias de vidas marcadas pela dor e pelo abandono”, comenta Leonardo.

O diretor frisa que uma empresa privada necessita de resultados financeiros. Entretanto, ele afirma que, para o presidente do CBV, médico Marcos Ávila, a medicina trata de questões humanas, que precedem a rentabilidade. “Antes de ser empresário, o nosso presidente é médico. Por isso, ele valoriza a assistência à saúde de forma humanizada e deseja beneficiar quem está precisando de ajuda”, garante.

Leonardo descreve que o CVB é um hospital oftalmológico muito bem equipado, capaz de atender qualquer necessidade oftalmológica, compreendendo desde consultas até procedimentos mais delicados, como transplante de córnea ou cirurgia de retina. “Temos condições de disponibilizar toda essa infraestrutura para atender quem realmente carece de atenção, não apenas oftalmológica, mas psicológica, como as crianças e adolescentes indicadas pela Rede Solidária Anjos do Amanhã”, finaliza.  

ícone twitter  ícone facebook