Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Poder Judiciário da UniãoTribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios

Navegação

Ferramentas Pessoais
Principal Institucional Imprensa Notícias 2012 Outubro Programa Viver Direito tem como meta permanente uma gestão ambientalmente saudável

Programa Viver Direito tem como meta permanente uma gestão ambientalmente saudável

registrado em:
por JAA — publicado em 10/10/2012 14:00

O programa Viver Direito, implantado no TJDFT em 2008, foi reeditado pela Portaria GPR 1.313, de 8 de outubro deste ano. De acordo com a Portaria, a meta permanente do programa “a gestão ambientalmente saudável, caracterizada pela adoção de práticas ecologicamente eficientes, que visem poupar matéria-prima, água e energia, bem como enfatizem a reciclagem de resíduos e a promoção da cidadania e da paz social, com base no desenvolvimento do ser humano e na preservação da vida”.

Ainda de acordo com a portaria, o Viver Direito tem como um dos seus objetivos sensibilizar os públicos interno e externo para as ações que serão desenvolvidas voltadas para os direitos sociais, a gestão adequada dos resíduos gerados pelo TJDFT, o combate a todas as formas de desperdício dos recursos naturais e a inclusão de critérios socioambientais nos investimentos, nas construções, nas compras e nas contrações de serviços. O programa será coordenado pela Coordenação de Gestão Socioambiental – COGESA, vinculada à Secretaria-Geral do TJDFT.

O Programa Viver Direito conta também com um Grupo Gestor que terá a responsabilidade de avaliar e operacionalizar as ações do programa. Ao Grupo Gestor compete “apoiar o planejamento, a proposição, a elaboração e o monitoramento de ações e diretrizes da Política Socioambiental do órgão, contemplando os princípios da eficiência, da transparência e da economicidade”, que estejam relacionadas com a preservação do meio ambiente; a inclusão social; a eficiência na gestão do consumo de materiais, energia elétrica, água e combustível; o estímulo à qualidade de vida no trabalho; a gestão ambiental adequada dos resíduos; o combate a todas as formas de desperdício e a inclusão de critérios socioambientais nos investimentos, nas construções, nas compras e nas contratações de serviços.

ícone twitter  ícone facebook