Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Poder Judiciário da UniãoTribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios

Navegação

Ferramentas Pessoais
Principal Institucional Imprensa Notícias 2017 Janeiro Homem inconformado com o fim do relacionamento vai a júri por tentar matar ex-mulher

Homem inconformado com o fim do relacionamento vai a júri por tentar matar ex-mulher

por AF — publicado em 11/01/2017 16:35

O Tribunal do Júri de Ceilândia vai julgar nesta quinta-feira, 12/1, Alex Florêncio da Silva, acusado de tentar matar Juliana Carla Mavignier Medeiros, no dia 13/12/2014, a golpes de faca, em Ceilândia. Alex responde por tentativa de homicídio qualificado, por motivo torpe e meio cruel (Artigo 121 §2º incisos I e III; c/c art. 14 inc. III) ambos do Código Penal. A sessão de julgamento está prevista para começar às 9h30.

Consta dos autos que o crime passional foi motivado pelo inconformismo do réu com o término do relacionamento com a vítima. De acordo com a sentença de pronúncia, o resultado morte não foi alcançado porque Juliana, após levar cerca de 27 facadas, jogou-se na cama e fingiu-se de morta.

Na fase de instrução penal, Alex, que teve a prisão decretada, confessou a autoria do crime. Ele responde ao processo preso, pois constam dos autos outros relatos de ameaças à vítima, constantes em boletins de ocorrências datados de 2013 e 2014. De acordo com o juiz que decretou a prisão do acusado,  “a constrição cautelar se mostra necessária, diante da ineficácia de decretação de medidas protetivas de urgência pelos Juizados Especiais de Violência Doméstica de Ceilândia”.

Processo: 2015.03.1.002660-2

ícone twitter  ícone facebook