Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Poder Judiciário da UniãoTribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios

Navegação

Ferramentas Pessoais
Principal Institucional Imprensa Notícias 2017 Julho PJe 2.0 já é realidade no TJDFT

PJe 2.0 já é realidade no TJDFT

por ACS — publicado em 17/07/2017 10:05

PJe 2.0 em funcionamentoÉ oficial. A partir desta segunda-feira, 17/7, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios – TJDFT já opera por meio da versão 2.0 do Processo Judicial Eletrônico – PJe e torna-se o primeiro Tribunal de competência estadual do Brasil a implantar a nova versão.  O primeiro processo a tramitar a partir do PJe 2.0 foi um Agravo de Instrumento - AI distribuído à 5ª Turma Cível do TJDFT.  A migração para o novo sistema foi realizada durante o último final de semana.

As informações dos processos judiciais, do cadastro dos magistrados, dos servidores, dos advogados e demais informações foram todas migradas da base de dados da versão 1.7 do PJe para a base da versão 2.0. A nova versão do PJe simplifica o uso do aplicativo, é mais intuitiva e apresenta uma interface mais limpa e agradável para o usuário. O número de cliques é menor e também o tempo necessário para a exibição dos conteúdos. Com o PJe 2.0, passa a funcionar o PJeOffice, software que, entre outras coisas, possibilita a assinatura de arquivos em modo offline, permitindo salvar versões assinadas em pastas locais e, posteriormente, inserir uma a uma no PJe, sem precisar assiná-las novamente. O PJeOffice também garante a validade jurídica de processos e documentos, substitui a necessidade do plugin Oracle Java Runtime Environment no navegador de internet e gera maior praticidade na utilização do sistema. Para o usuário que desejar instalar a facilidade em sua máquina, basta realizar o download e seguir os passos indicados. 

O PJeOffice pode ser instalado nos sistemas operacionais Windows, MacOs 64 bits, Debian 32 bits, Debian 64 bits e Unix. O aplicativo funciona com as versões atuais dos navegadores Mozilla e Google Chrome, podendo ser usado com o navegador PJe do CNJ e com o FirefoxPJe

Para realizar a instalação, basta fazer o download do aplicativo, descompactar a pasta e executar o instalador. Se tiver alguma dificuldade para realizá-la, consulte o guia de instalação do CNJ

Antes de executar o PJe, já com o aplicativo acoplado em seu uso, é preciso configurar o ambiente do computador para que o acesso seja possível. Alguns hardwares e softwares mínimos são necessários para o bom funcionamento da ferramenta. Ao abrir o PJe, na tela de autenticação, clique em “acessar com certificado digital”. O acesso muda conforme o sistema operacional. No Windows, por exemplo, basta escolher o certificado a ser utilizado. Por outro lado, nos outros sistemas, será exibida a tela de “configuração avançada”, e será preciso seguir os passos explicados no portal do PJe.

Para sanar dúvidas técnicas acerca do sistema PJe, o TJDFT disponibiliza um Chat Online. O serviço funciona das 8h30 às 18h30 e não fornece informações processuais.

ícone twitter  ícone facebook