Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Poder Judiciário da UniãoTribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios

Navegação

Ferramentas Pessoais
Principal Institucional Imprensa Notícias 2017 Outubro 1º Vice-Presidente do TJDFT doa quase 400 livros ao projeto Estante Livre

1º Vice-Presidente do TJDFT doa quase 400 livros ao projeto Estante Livre

por SS — publicado em 11/10/2017 15:10

Vários livros dispostos em cima de uma mesa redonda. Ao redor da mesa, vários pacotes de livros envoltos em papel pardo.O desembargador Humberto Ulhôa, 1º Vice-Presidente do TJDFT, doou 397 livros à Biblioteca do TJDFT. Do total de obras doadas, 157 foram incorporadas ao acervo da Biblioteca Desembargador Antônio Mello Martins – e a maioria, 240, serão aproveitadas no projeto Estante Livre.

Clássicos como “A Divina Comédia”, de Dante Alighieri, “O Príncipe”, de Maquiavel ou “A Volta ao Mundo em Oitenta Dias”, de Júlio Verne, estão entre as obras que ficarão à disposição da população, tanto por meio da Biblioteca, quanto nas estantes livres do Tribunal.

Saiba mais

Em funcionamento desde o ano passado, o projeto Estante Livre já disponibilizou 8 mil livros à população que visita o Fórum de Brasília. O próximo passo do programa é ampliá-lo para os demais fóruns e renovar o estoque de livros para as estantes já existentes.

A Estante Livre é uma iniciativa da 1ª Vice-Presidência do Tribunal, desenvolvida por meio da Subsecretaria de Biblioteca, SUBIB. Nela, o público tem liberdade para escolher e levar livros, sem qualquer tipo de cadastro ou intermediário. Caso queira, o interessado pode ficar com a obra, ou fazer melhor: devolvê-la, para que mais pessoas desfrutem da leitura.

Doe Livros

Para ampliar a iniciativa, estão sendo arrecadados livros dos mais variados assuntos (literários, infantis, jurídicos, didáticos, biográficos, romances e livros de autoajuda, de ficção, de poesia e de contos, entre outros). Faça sua doação em qualquer miniacervo dos fóruns do DF ou na Biblioteca Desembargador Antônio Mello Martins, no subsolo do Fórum de Brasília.

Permita que mais pessoas tenham acesso à leitura e possam, com isso, promover transformações.

ícone twitter  ícone facebook