Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Poder Judiciário da UniãoTribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios

Navegação

Ferramentas Pessoais
Principal Institucional Imprensa Notícias 2018 Janeiro Sessão inaugural abre ano judiciário no TJDFT

Sessão inaugural abre ano judiciário no TJDFT

por AJ — publicado em 09/01/2018 21:00

Na segunda-feira, 8/1, em sessão presidida pelo Presidente do TJDFT, desembargador Mario Machado, foi aberto, na Justiça do DF, o ano judiciário de 2018. Importante salientar que apesar da retomada das atividades na área administrativa e na área judicial, o TJDFT mantêm os prazos processuais suspensos até 20/1, retomando automaticamente no primeiro dia útil subsequente, conforme Resolução 14/2017, do Conselho Especial do TJDFT.

A sessão de abertura, aconteceu em atenção ao Regimento do Tribunal, na ocasião, o Presidente do Tribunal desejou boas-vindas à Corte e destacou que o novo ano será “de muito trabalho”. Aproveitou para registrar a realização da sessão para escolha da nova administração do TJDFT e do TRE para o biênio 2018-2020, marcada para o próximo dia 6 de fevereiro, de acordo com prazo de 60 dias exigido na Resolução do Conselho Nacional de Justiça. Em suas palavras, ressaltou também as ações judiciais eletrônicas ocorridas durante o plantão, movimentado, que pela primeira vez contou com o funcionamento de processos pelo PJe, esclarecendo aos demais membros que, com mais alguns ajustes, este irá funcionar plenamente durante o plantão.                       

Neste contexto, o desembargador Getúlio de Oliveira elogiou a medida, que representa “um impulso importantíssimo nesse processo eletrônico, e hoje, com absoluta segurança, podemos afirmar que estamos na dianteira dos tribunais brasileiros, incluindo os tribunais regionais federais e do trabalho, no PJe, ligado ao CNJ”, parabenizando a todos, ao Presidente, e aos demais membros da Administração. O Presidente Mario Machado enalteceu, em seguida e nesse sentido, as muitas aquisições na área de tecnologia, entre elas um banco de dados, praticamente inédito no Brasil, de fabricação francesa. Segundo o Presidente uma “máquina potente” comparada às existentes nos grandes bancos e que ficará dedicado ao PJe, representando uma melhora significativa para o sistema.

Destacou ainda, outros investimentos valiosos na área de tecnologia da informação tanto em aquisições como em treinamentos, que representaram muito para o Tribunal. Medidas que foram elogiadas pelos demais magistrados, que fizeram uso da palavra para tirar dúvidas e enaltecer as novidades, que prometem agilidade e eficiência ao PJe.  

     

ícone twitter  ícone facebook