Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Poder Judiciário da UniãoTribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios

Navegação

Ferramentas Pessoais
Principal Institucional Imprensa Notícias 2018 Março TJDFT abre novo processo seletivo para Agentes Comunitários

TJDFT abre novo processo seletivo para Agentes Comunitários

registrado em:
por ACS — publicado em 01/03/2018 15:40

Minicurso Justiça ComunitáriaO Programa Justiça Comunitária (PJC), do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), abriu novo processo de seleção para agentes comunitários, sendo 15 vagas para atuação na cidade de Ceilândia e 15 vagas para Samambaia.

Coordenado pela Juíza de Direito Gláucia Foley, o PJC, que se encontra em expansão no Distrito Federal, atua por meio de uma equipe interdisciplinar de servidores do TJDFT e de voluntários que integram a própria comunidade, sendo estes os chamados Agentes Comunitários de Justiça e Cidadania. Os Agentes têm um papel relevante na solução pacífica de situações conflituosas e dos problemas de sua comunidade. Sua atuação estimula a autocomposição de conflitos, a capacidade de gerar soluções de questões relativas à coletividade, levando o exercício da mediação comunitária também como uma prática social.

Outro eixo da Justiça Comunitária é a educação para os direitos, com um propósito de informar à população “traduzindo” a linguagem jurídica.  Os voluntários do PJC também participam da animação de rede sociais, promovendo a articulação de vários setores da sociedade com vista ao bem comum. Além disso, o  Justiça Comunitária atualmente tem enfoque em dois projetos especiais: o Vozes da Paz (promoção de cultura de paz em escolas públicas), Ubuntu (combate ao racismo).

A formação do Agente Comunitário pelo PJC é continuada. Nela se incluem aulas palestras, dinâmicas de grupo, atividades lúdicas, além de variadas programações sociais. Os candidatos selecionados recebem capacitação qualificada, promovida pelo Programa e parcerias, em que são trabalhados os princípios da mediação comunitária de conflitos,  valorizando formas de comunicação mais eficazes e a escuta ativa. E a qualificação teórica naturalmente se alia às vivências que a prática do PJC oportuniza.

Para ser um Agente Comunitário é necessário ter no mínimo 18 anos, ter vínculo com Ceilândia, ou Samambaia, e ter cursado escolaridade mínima. Por ser um trabalho voluntário, não há vínculo empregatício ou funcional e nem quaisquer obrigações de natureza previdenciária ou afins, conforme o art. 1º, da Lei 9.608/98.

As inscrições, que já estão abertas, podem ser feitas pelo telefone 3103- 9319 ou pelo site do TJDFT (clique aqui para acessar o formulário). O candidato também poderá se inscrever na sede do PJC, localizada no Fórum de Ceilândia. A seleção está vinculada ao comparecimento a um dos dias em que se realizará o minicurso “Justiça Comunitária e Cidadania”, conforme  data e local a seguir indicados:

A. 11 de abril. 14h. Quarta-Feira. Fórum de Ceilândia (Sede da Justiça Comunitária)

B. 13 de abril. 8h. Sexta-Feira. Fórum de Samambaia (Sala de Casamentos)

C. 14 de abril. 8h. Sábado. Fórum de Ceilândia (Sede da Justiça Comunitária)

D. 14 de abril. 14h. Sábado. Fórum de Ceilândia (Sede da Justiça Comunitária)

E. 18 de abril. 14h. Quarta-Feira. Fórum de Samambaia (Sala de Casamentos)

F. 20 de abril. 8h. Sexta-Feira. Fórum de Ceilândia (Sede da Justiça Comunitária)

 

ícone twitter  ícone facebook