IRDR`s Admitidos

Atualmente, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios possui os seguintes IRDR's ADMITIDOS:

IRDRs Admitidos:

Tramitação IRDR 1:  0014857-26.2016.807.0000

Acesso para o acórdão de mérito: clique aqui.

Questão Submetida a Julgamento: 

Definição da natureza jurídica do encargo  de  10%  (dez  por cento) do valor do crédito tributário inscrito  em  dívida ativa, disciplinada pelo art. 42, §§ 1º e 2º, da Lei Complementar  n. 4, de 30/04/94, se pode ser cobrado conjuntamente  com a dívida tributária  e se a destinação dos percentuais implica na incompetência funcional da Vara de Execução Fiscal para  execução da totalidade da Certidão da Dívida Ativa.

Tese(s) Firmada(s):

O encargo de 10% do valor do crédito inscrito em dívida ativa, previsto no art. 42, §§ 1º e 2º da Lei Complementar n.º 4/94, não perde a natureza de encargo pelo fato de, após arrecadado pelo titular (ente público), ser destinado aos advogados públicos do Distrito Federal;

O encargo do art. 42 da CTDF, executado em conjunto com o crédito tributário pelo rito das execuções fiscais, nos termos do art. 39, § 4º da Lei 4.320/64 e do art. 2º, §§ 1º e 2º da LEF, ainda que não tenha natureza tributária é receita pública que Pode ser inscrita em dívida ativa;

A Vara de Execuções Fiscais do DF é competente para execução da totalidade do encargo de 10% previsto no art. 42, § 2º, do CTDF.

Observações do NUGEP: 

a) O IRDR n.° 2016 00 2 012014-9 foi apensado ao presente IRDR e julgado prejudicado.

b) Embargos de Declaração desprovidos.

c) Interposto Recurso Especial (REsp. n.° 1.710.938/DF) - Não conhecido pelo STJ.

d) Controvérsia n. 42 STJ CANCELADA.

e) Transitado em julgado em 07.02.2020.

Tema:

IRDR 01

 

N. do Incidente (TJDFT):

2016 00 2 013471-4

 

Relator: Des. JOSÉ DIVINO DE OLIVEIRA

 

Determinação de Sobrestamento:

Sim

Situação:

Trânsito em Julgado 

Data Admissão:

06/06/2016

 

Data Publicação Acórdão admissão:

23/06/2016

 

Termo Final do Sobrestamento:

07/02/2020

 

 

Data Publicação Acórdão Mérito:

23/01/2017

 

Quantidade Sobrestados:

941

 

Requerente:

DISTRITO FEDERAL

 Interessado(s):

LARISSA MISANY SILVA VIEIRA e

MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS

 Processos Paradigmas:

20160020081664AGI

 

 

 

 

 

Tramitação IRDR 2: 0022013-65.2016.807.0000

Acesso para o acórdão de mérito: clique aqui.

Questão Submetida a Julgamento: 

(a)  Possibilidade  de  inversão da  cláusula  penal  moratória em  desfavor  da  construtora, na   hipótese   de   atraso   na entrega    do    imóvel    e    (b) possibilidade  de  acumulação de    indenização    por    lucros cessantes e da cláusula penal, em  caso  de  inadimplemento da construtora.

Observações do NUGEP: 

a) IRDR julgado prejudicado, em face dos julgamentos dos Temas 970 e 971 STJ

b) Trânsito em julgado em 25/09/2019.

 

Tema:

IRDR 02

 

N. do Incidente (TJDFT):

2016 00 2 020348-4

 

Relator: 

 Des. JAIR SOARES

 

Determinação de Sobrestamento:

Não

Situação:

Trânsito em julgado

 

Data Admissão:

25/07/2016

 

Data Publicação Acórdão admissão:

29/08/2016

 

Termo Final do Sobrestamento:

 23/09/2019

 

Data Publicação Acórdão Mérito:

 

 

Quantidade Sobrestados:

2.521

 

Requerente:

JUÍZA DE DIREITO SUBSTITUTA DE 2º GRAU MARIA IVATÔNIA BARBOSA DOS SANTOS

Interessado(s):

BRUNO LIMEIRA SETE

MRV ENGENHARIA E PARTICIPACOES SA

PRIME INCORPORACOES E CONSTRUCOES

 Processos Paradigmas:

20140111086017APC

 

Processos Apensados:

1. 2016 00 2 029383-7;

2. 2016 00 2 030312-9;

3. 2016 00 2 031947-6;

4. 2016 00 2 034437-7;

5. 2016 00 2 037626-4.

 

 

 

Tramitação IRDR 3: 0026387-27.2016.807.0000 

Acesso para o acórdão de mérito: clique aqui.

Questão Submetida a Julgamento:

Discussão quanto à competência para o julgamento de ações atinentes ao fornecimento de medicamentos e internação hospitalar em leito de UTI em desfavor do Distrito Federal.

Tese(s) Firmada(s):

a) Nos casos que envolvam pedido de internação em leito de UTI ou fornecimento de medicamento, eventual incapacidade temporária daquele que esteja acometido de alguma patologia, não afasta a competência dos Juizados Especiais da Fazenda Pública; 

b) As ações que têm como objeto o fornecimento de serviços de saúde não encerram, por si só, complexidade apta a afastar a competência do Juizado Especial Fazendário, ressalvada a necessidade de produção de prova complexa a atrair a competência do Juízo de Fazenda Pública; 

c) Considerando que as ações que têm como objeto o fornecimento de serviços de saúde, inclusive o tratamento mediante internação, encartam pedido cominatório, o valor da causa, fixado de forma estimativa, é irrelevante para fins de definição da competência.

Observações do NUGEP:

a) Embargos de declaração desprovidos.

b) Recurso Especial prejudicado.

c) Pet 2018 00 2 002204-7 - Conforme decidido em Sessão da Câmara de Uniformização, ocorrida em 24/09/2018, a Petição em tela foi conhecida e julgada improcedente, por maioria.  Acompanhe a tramitação: 0002193-89.2018.807.0000.

d) Processo transitado em julgado em 20/08/2018.

Tema:

IRDR 03

 

N. do Incidente (TJDFT):

2016 00 2 024562-9

 

Relator: 

Des. GILBERTO PEREIRA DE OLIVEIRA 

 

Determinação de Sobrestamento:

Sim

 

Situação:

Trânsito em julgado

 

Data Admissão:

 19/09/2016

 

Data Publicação Acórdão admissão:

 05/10/2016

 

Termo Final do Sobrestamento:

 20/08/2018

 

Data Publicação Acórdão Mérito:

 12/06/2017

 

Quantidade Sobrestados:

132

 

Requerente:

ELIZABETH FERREIRA MARTINS PEREIRA

Interessado(s):

MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS

 

 

 

 

Tramitação IRDR 4: 0023697-25.2016.807.0000

Acesso para o acórdão de mérito: clique aqui.

Questão Submetida a Julgamento: 

Definição acerca da possibilidade de percepção da GATE/GAEE por professores de rede pública de ensino distrital que atuem em turma , exclusiva ou mista, integrada por alunos com necessidades especiais.

Tese(s) Firmada(s): 

Observações do NUGEP: 

a) Admitido o processamento do Incidente de Resolução de Demandas Repetitivas nº 2016 00 2 021967-8 e julgado prejudicado o IDR Nº 2016 002 044988-8;

b) vide ADI 2017 00 2 021004-9;

c) Em decorrência da admissibilidade do IRDR 04, em 14.11.2016, houve a determinação de suspensão dos processos, individuais ou coletivos, que versassem sobre a mesma matéria. Todavia, ultrapassado o prazo de um ano previsto no art. 980 do CPC/2015, o Des. Relator entendeu por bem levantar o sobrestamento operado, o que deu ensejo à interposição de agravo interno pelo Distrito Federal. Tal recurso foi provido, por maioria, para o fim de determinar a prorrogação do sobrestamento em tela, até o julgamento definitivo do IRDR. Acórdão publicado em 27/08/2018;

d) Relator Designado: ANGELO PASSARELI.

Tema:

IRDR 04

 

N. do Incidente (TJDFT):

 2016 00 2 021967-8

 

Relator: 

Des.

MARIO-ZAM BELMIRO

 

Determinação de Sobrestamento:

 Sim

(determinada nova suspensão, até julgamento definitivo do IRDR)

 

Situação:

 Admitido

 

 

Data Admissão:

14/11/2016 

 

Data Publicação Acórdão admissão:

 09/12/2016

 

Termo Final do Sobrestamento:

Aguardar Trânsito em Julgado


 

Data Publicação Acórdão Mérito:

 

 

Quantidade Sobrestados:

 5.361

 

Requerente:

DISTRITO FEDERAL

Interessado(s):

DULCILENE TORRES DE SOUZA

SINDICATO DOS PROFESSORES DO DF - SINPRO

Processos Paradigmas:

 20160110120573APC

 

 

 

Tramitação IRDR 5: 0043918-29.2016.807.0000

Acesso para o acórdão de mérito: clique aqui.

Questão Submetida a Julgamento: 

Efeitos do termo de ajustamento  de conduta sobre ações reinvindicatórias de terrenos localizados no Condomínio Porto Rico propostas  pelos  herdeiros  de Anastácio Pereira Braga e João Pereira Braga.

Tese(s) Firmada(s):

Decisão: Após a coleta dos votos faltantes, constatou-se que nenhuma da teses jurídicas alcançaram a maioria absoluta exigida pelo Código de Processo Civil e pelo Regimento Interno. Destarte, declarou-se extinto o Incidente de Resolução de Demandas Repetitivas, sem formulação de qualquer tese jurídica sobre a demanda.

 Observações do NUGEP: 

a) Trânsito em julgado em 20/09/2019.

Tema:

IRDR 05

 

N. do Incidente (TJDFT):

 2016 00 2 041442-9

 

Relator: 

 Des. ARNOLDO CAMANHO DE ASSIS

 

Determinação de Sobrestamento:

 Sim

Situação:

Trânsito em Julgado

 

Data Admissão:

 14/11/2016

 

Data Publicação Acórdão admissão:

 02/12/2016

 

Termo Final do Sobrestamento:

 

 20/09/2019

Data Publicação Acórdão Mérito:

 

 19/07/2019

Quantidade Sobrestados:

 27

 

Requerente:

LEONÍDIA BRAGA MEIRELES

Interessado(s):

 

 

 

Tramitação IRDR 6: 0037189-84.2016.807.0000 

Acesso para o acórdão de mérito: clique aqui.

Questão Submetida a Julgamento: 

Definição da responsabilidade pelo pagamento das taxas condominiais geradas por imóvel objeto de contrato de promessa de compra e venda após a expedição da carta de habite-se, mas antes da efetiva assunção da posse pelo adquirente, quando a demora na transmissão da posse decorre de retardamento na obtenção de financiamento imobiliário imputável ao comprador.

 

Tese(s) Firmada(s):

Expedida a carta de habite-se, a responsabilidade pelo pagamento das obrigações condominiais geradas por imóvel objeto de promessa de compra e venda é da promitente vendedora até a entrega e imissão do adquirente na posse direta da unidade imobiliária, mesmo que haja demora na transmissão da posse provocada por atraso na obtenção de financiamento imobiliário pelo comprador.

 

Observações do NUGEP: 

a) Embargos de declaração desprovidos;

b) Recurso Especial interposto por BRASAL INCORPORAÇÕES E CONSTRUÇÕES DE IMÓVEIS LTDA. (REsp n. 1.761.278/DF desafetado da sistemática dos recursos repetitivos. Controvérsia 69 STJ - Situação: Cancelada.

Tema:

IRDR 06

 

N. do Incidente (TJDFT):

 2016 00 2 034904-4

 

Relator: 

 Des. TEÓFILO CAETANO

 

Determinação de Sobrestamento:

Sim 

Situação:

Controvérsia Cancelada STJ

 

Data Admissão:

 12/12/2016

 

Data Publicação Acórdão admissão:

 13/01/2016

 

Termo Final do Sobrestamento:

Aguardar Trânsito em Julgado

 

Data Publicação Acórdão Mérito:

 23/01/2018

 

Quantidade Sobrestados:

 152

 

Requerente:

BRASAL INCORPORAÇÕES E CONSTRUÇÕES DE IMÓVEIS LTDA.

 

Interessado(s):

LEYG MEIRE BARBOSA CAIXETA e JOÃO RONNIE VON CAIXETA

 

 

Processos Paradigmas:

 20130111810376APC

 

 

 

Tramitação IRDR 7:0051570-97.2016.807.0000

Acesso para o acórdão de mérito: clique aqui.

Questão Submetida a Julgamento: 

Termo inicial dos juros de mora em ação de resolução imotivada de contrato de promessa de compra e venda de imóvel ajuizada pelo comprador quando inexiste mora anterior da incorporadora, com ou sem alteração de cláusula penal.  

Tese(s) Firmada(s):

Os juros de mora, nos casos em que haja resolução imotivada do contrato de promessa de compra e venda de imóvel por parte do comprador e inexista mora anterior da incorporadora, mesmo nas hipóteses de alteração da cláusula penal por entendê-la abusiva, incidirão a partir da citação (art. 405 do CC).

Observações do NUGEP:

a) Embargos de declaração desprovidos.

b) Recurso Especial interposto por CONCEITO - CONSULTORIA, PROJETOS E REPRESENTAÇÕES LTDA (REsp n. 1.740.911/DF), admitido no STJ como TEMA 1002.

c) TEMA 1002 STJ julgado. Acórdão de mérito publicado em 22/08/2019.

d) Processo arquivado em 24/10/2019. Trânsito em Julgado em 13/09/2019.

Tema:

IRDR 07

 

N. do Incidente (TJDFT):

 2016 00 2 048748-4

 

Relator: 

Desa. CARMELITA BRASIL 

 

Determinação de Sobrestamento:

Sim

Situação:

Trânsito em Julgado

 

Data Admissão:

 13/02/2017

 

Data Publicação Acórdão admissão:

 15/02/2017

 

Termo Final do Sobrestamento:

13/09/2019

 

Data Publicação Acórdão Mérito:

 

 18/07/2017

Quantidade Sobrestados:

 80

 

Requerente:

CONCEITO - CONSULTORIA, PROJETOS E REPRESENTAÇÕES LTDA.

 

Interessado(s):

OTTO FREDERICO NEPOMUCENO VALADARES e 

MBR ENGENHARIA LTDA.

 

Processos Paradigmas:

 20160110082913

 

 

 

Tramitação IRDR 80051558-83.2016.807.0000

Acesso para o acórdão de mérito: clique aqui.

Questão Submetida a Julgamento: 

Vara do Meio Ambiente, Desenvolvimento Urbano e Fundiário do Distrito Federal (aquisição de propriedade pelo usucapião de imóvel particular, cuja regularização penda de providências da exclusiva responsabilidade do poder público competente, de modo a permitir-se o reconhecimento da propriedade dos moradores do setor tradicional de Planaltina).

Tese(s) Firmada(s): É legal a aquisição de imóveis particulares, por usucapião, situados no setor tradicional de Planaltina/DF, ainda que pendente o procedimento de regularização urbanística. Maioria. Vencidos os Desembargadores José Divino, Arnoldo Camanho de Assis e Simone Lucindo.

Observações do NUGEP: 

 a) Interposição de Recurso Especial pelo MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS. Admitido.

b) Resp. n. ° 1.818.564 - Recurso Representativo de Controvérsia.

c) Admitido no STJ como TEMA 1025. Não houve determinação de suspensão nacional, entretanto, houve ratificação da ordem de suspensão de todos os processos pendentes relativos ao mesmo tema, determinada pelo TJDFT.

Tema:

IRDR 08

 

N. do Incidente (TJDFT):

2016 00 2 048736-3 

 

Relator: 

 Desª. NÍDIA CORRÊA LIMA

 

Determinação de Sobrestamento:

Sim

Situação:

Mérito julgado - REsp pendente

Data Admissão:

 

 26/06/2017

Data Publicação Acórdão admissão:

 

 23/08/2017

Termo Final do Sobrestamento:

Aguardar Trânsito em Julgado

Data Publicação Acórdão Mérito:

 

 05/12/2018

Quantidade Sobrestados:

 

 18

Requerente:

JUÍZO DA VARA DO MEIO AMBIENTE, DESENVOLVIMENTO URBANO E FUNDIÁRIO DO DISTRITO FEDERAL

Interessado(s):

VALMIR MARTINS DE SOUZA

 

 

 

 

Tramitação IRDR 9: 0012825-14.2017.807.0000

Acesso para o acórdão de mérito: clique aqui.

Questão Submetida a Julgamento: 

Competência dos Juizados Especiais da Fazenda Pública para o processamento e o julgamento de ações em que constem como rés as SOCIEDADES DE ECONOMIA MISTA.

 Tese(s) Firmada(s):

Não há que admitir interpretação extensiva da norma esculpida no inciso II do art. 5 da Lei 12.153/09, por contemplar regra de competência absoluta de caráter restritivo, cujas hipóteses foram taxativamente estabelecidas pelo legislado, não admitindo por conseguinte ampliação para incluir as sociedades de economia mista. Por corolário a competência para processar e julgar as ações em que tenha como ré as sociedades de economia mista é da Vara da Fazenda Pública do Distrito Federal, nos termos do inciso I do art. 26 da LOJDF - Lei de Organização Judiciária do Distrito Federal.

Observações do NUGEP: 

 a) Interpostos Recursos Especial e Extraordinário - Inadmitidos.

 b) AREsp nº 1.292.857 / DF (2018/0107718-3) SOBRESTADO até a análise do Agravo em Recurso Extraordinário (decisão de 24/06/2019).

c) ARE 1.233.479/DF - Concluso ao Relator em 24/09/2019.

Tema:

IRDR 09

 

N. do Incidente (TJDFT):

 2017 00 2 011909-9 

Relator(a):

Desa. NÍDIA CORRÊA LIMA

 

Determinação de Sobrestamento:

Sim

Situação:

Mérito julgado - Recursos especial e extraordinários pendentes

 

Data Admissão:

24/07/2017

 

Data Publicação Acórdão admissão:

 07/08/2017

 

Termo Final do Sobrestamento:

Aguardar Trânsito em Julgado

 

Data Publicação Acórdão Mérito:

 

 08/11/2017

Quantidade Sobrestados:

 

 84

Requerente:

JUIZ DE DIREITO DA 1ª TURMA RECURSAL DOS JUIZADOS ESPECIAIS DO DISTRITO FEDERAL (DR. AISTON HENRIQUE DE SOUSA).

 

 Interessado(s):

COMPANHIA ENERGÉTICA DE BRASILIA - CEB

VALDOMIRO RAMOS DE JESUS

Processos Paradigmas:

0716092-36.2016.8.07.0016

 

 

 

Tramitação IRDR 10: 0022666-33.2017.807.0000

Acesso para o acórdão de mérito: clique aqui.

Questão Submetida a Julgamento: 

Prescrição para a cobrança da Outorga Onerosa de alteração do uso de imóveis - ONALT.

Tese(s) Firmada(s): Fixou-se o prazo prescricional para a cobrança da ONALT em 5 (cinco) anos, tendo como termo inicial a expedição do alvará de construção ou do alvará de funcionamento. Maioria. Vencidos os Desembargadores Simone Lucindo e Sebastião Coelho. 

Observações do NUGEP: 

a) Determinada a suspensão dos processos individuais e coletivos pendentes no âmbito deste e. TJDFT, em 12/03/2018;

b) Admitido Recurso Especial pelo Distrito Federal em 13/11/2019;

c) Vide Controvérsia n.º 174 STJ (controvérsia pendente). REsp 1860778/DF.

Tema:

IRDR 10

 

N. do Incidente (TJDFT):

 2017 00 2 021808-7

Relator(a):

Des. ROMEU GONZAGA NEIVA

 

Determinação de Sobrestamento:

Sim

Situação:

Mérito julgado - Recurso especial pendente

 

Data Admissão:

26/02/2018

 

Data Publicação Acórdão (in)admissão:

 02/04/2018

 

Termo Final do Sobrestamento:

Aguardar Trânsito em Julgado

 

Data Publicação Acórdão Mérito:

 05/12/2018

 

Quantidade Sobrestados:

 

 

Requerente:

DISTRITO FEDERAL

 

Interessado(s):

DAMASCO MATERIAL ELETRICO HIDRAULICO E FERRAGENS LTDA.

 

 Processos Paradigmas:

0703238-67.2017.8.07.0018

 

 

Tramitação IRDR 11: 0004323-52.2018.807.0000

Acesso para o acórdão de mérito: clique aqui.

Questão Submetida a Julgamento:  Possibilidade de cômputo da bonificação de 10% (dez por cento) sobre as notas finais obtidas pelos candidatos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e que tenham cursado o ensino fundamental e médio em instituições públicas e/ou particulares do Distrito Federal, nos termos do art. 6º da Resolução n. 15/2017, exarada pelo Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão da Escola Superior de Ciências da Saúde (CEPE/ESCS).

Tese(s) Firmada(s):

Decisão: Retratou-se do voto anterior o Desembargador José Divino, consolidando um resultado de nove votos pela validade do bônus estabelecido pela Resolução n.º 15/2017.

A tese que se firmou é a seguinte: Faz-se possível o cômputo da bonificação de 10% (dez por cento) sobre as notas finais obtidas pelos candidatos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEN-2017) que tenham cursado o ensino fundamental e médio em instituições públicas e/ou particulares do Distrito Federal nos termos do art. 6.º da Resolução n.º 15/2017, exarada pelo colegiado de ensino, pesquisa e extensão da Escola Superior da Ciência da Saúde (CEP/ESCS); que dispôs acerca dos parâmetros para a utilização do Sistema de Seleção Unificada (SISU) para o processo seletivo de acesso aos cursos de graduação da ESCS no ano de 2018.

Maioria.

Observações do NUGEP:

a) Embargos de Declaração providos em 21/10/2019.

Tema:

IRDR 11

 

N. do Incidente (TJDFT):

 2018 00 2 004334-9

Relator(a):

Desa . CARMELITA BRASIL

 

Determinação de Sobrestamento:

Sim

Situação:

Acórdão Publicado

 

Data Admissão:

25/06/2018

 

Data Publicação Acórdão (in)admissão:

 04/07/2018

 

Termo Final do Sobrestamento:

Aguardar Trânsito em Julgado

 

Data Publicação Acórdão Mérito:

 17/06/2019

 

Quantidade Sobrestados:

 

 

Requerente:

PATRÍCIA DIAS DA SILVA E SÁ

 

Interessado(s):

FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE (FEPECS) E OUTROS

 

 

 

 

 

Tramitação IRDR 12: 0007393-77.2018.807.0000

Acesso para o acórdão de mérito: clique aqui.

Questão Submetida a Julgamento: 

Controvérsia quanto à aplicação das normas distritais (Lei Distrital n. 4.280/2008 e Lei Distrital n. 5.247/2013) no sentido de ser devida ou não a Gratificação pela Execução de Atividades de Regulação de Serviços Públicos - GARSP no seu percentual máximo (35%) aos servidores titulares de cargo efetivo que ocupem cargo comissionado no periodo anterior à regulamentação das leis.

Tese(s) Firmada(s): A disposição normativa da Lei 4.280/2008 é de eficácia plena e independe de posterior regulamentação, sendo assegurado aos servidores, enquanto ocuparam cargo em comissão, em exercício na ADASA, o percentual máximo de 35% (trinta e cinco por cento) do vencimento padrão. Já com a entrada em vigor da Lei distrital nº 5.247/2013, a norma passa à eficácia limitada, a depender de regulamentação, sendo assegurado aos servidores, enquanto ocuparem o cargo em comissão, após a edição da Portaria ADASA nº 149/2016, percentual variável até o máximo de 35% (trinta e cinco por cento) do vencimento padrão, sendo imprescindível a avaliação individual e institucional. Enquanto não processados os resultados da primeira avaliação, a GARSP é atribuída aos servidores no percentual de 20% do vencimento padrão, conforme estabelece o § 5º do art. 15 da Lei 5.247/2013.

 

Observações do NUGEP:

a) Embargos de Declaração opostos.

 

Tema:

IRDR 12

N. do Incidente (TJDFT):

2018 00 2 007521-0

 

Relator: Des. ROMEU GONZAGA NEIVA

 

Determinação de Sobrestamento:

Sim

Situação:

Acórdão Publicado

 

Data Admissão:

19/11/2018

 

Data Publicação Acórdão admissão:

 06/12/2018

 

Termo Final do Sobrestamento:

Aguardar Trânsito em Julgado

Data Publicação Acórdão Mérito:

 

 07/09/2019

Quantidade Sobrestados:

 

 

Requerente:

AGÊNCIA REGULADORA DE ÁGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL

 Interessado(s):

DEBORA TOLENTINO LUZZI DINIZ

Processos Paradigmas: 0710980-46 2017 8 07 0000

 

 

 

Tramitação IRDR 13: 0005057-03.2018.807.0000

Questão Submetida a Julgamento: 

Se menor de 18 anos, uma vez aprovado em vestibular de ensino superior, tem direito a ser matriculado em curso supletivo, com imediata aplicação de provas para obtenção de certificado de conclusão de ensino médio.

Tese(s) Firmada(s): 

Observações do NUGEP: 

a) Incidente admitido por maioria de votos, na 2ª Sessão da Câmara de Uniformização, realizada no dia 29/04/2019. 

b) Determinada a suspensão dos processos individuais e coletivos pendentes no âmbito deste e. TJDFT, em 25/06/2019.

c) Admitidos amici curiae: Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Distrito Federal, da Associação de Pais e Alunos das Instituições de Ensino do DF – ASPA/DF e da Associação dos Professores e Educadores do Distrito Federal

 

Tema:

IRDR 13

 

N. do Incidente (TJDFT):

2018 00 2 005071-9

Relator: 

 Des. TEÓFILO CAETANO

Determinação de Sobrestamento:

 Sim

Situação:

Admitido

 

Data Admissão:

29/04/2019

Data Publicação Acórdão admissão:

24/06/2019

 

Termo Final do Sobrestamento:

Aguardar Trânsito em Julgado

 

Data Publicação Acórdão Mérito:

 

 

Quantidade Sobrestados:

 

 

Requerente:

MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS

Interessado(s):

FELIPE AMORIM ANDRADE e DYNABYTE INFORMATICA LTDA - ME

 Processos Paradigmas:

2017111002587-5

 



 

 

 

Tramitação IRDR 14:0715584-36.2019.8.07.0000

Questão Submetida a Julgamento:  Inclusão, no cálculo da dívida, das prestações que se vencerem no curso da execução.

Tese(s) Firmada(s): 

Observações do NUGEP: 

 

Tema:

IRDR 14

 

N. do Incidente (TJDFT):

0715584-36.2019.8.07.0000

Relatora: 

Desa.CARMELITA INDIANO AMERICANO DO BRASIL DIAS

Determinação de Sobrestamento:

 SIM

Situação:

Admitido

 

Data Admissão:

21/10/2019

Data Publicação Acórdão admissão:

03/12/2019

 

Termo Final do Sobrestamento:

 

Data Publicação Acórdão Mérito:

 

 

Quantidade Sobrestados:

 

 

Requerente:

GERALDO SILVEIRA CAIXETA

Interessado(s):

OITAVA TURMA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS 

Processo Paradigma:

0713779-48.2019.8.07.0000

 



 

 

 

Tramitação IRDR 15:  0717865-62.2019.8.07.0000

Acesso para o acórdão de mérito:

Questão Submetida a Julgamento: 

Admite-se ou não a expedição de precatório em desfavor do Distrito Federal e do IPREV para satisfação de crédito oriundo da Ação Coletiva n. 2015.01.1.125134-3, haja vista a coisa julgada formada no título judicial que reconheceu a legitimidade e a responsabilidade de ambos os entes.

Tese(s) Firmada(s):

Observações do NUGEP: 

Tema:

IRDR 15

 

N. do Incidente (TJDFT):

0717865-62.2019.8.07.0000

Relator: Des. JOSAPHÁ FRANCISCO DOS SANTOS

 

Determinação de Sobrestamento:

Sim

Situação:

Admitido

 

Data Admissão:

20/02/2020 

Data Publicação Acórdão admissão:

04/03/2019

 

Termo Final do Sobrestamento:

Aguardar Trânsito em Julgado

 

 

Data Publicação Acórdão Mérito:

 

Quantidade Sobrestados:

0

 

Requerentes:

DISTRITO FEDERAL e INSTITUTO DE PREVIDENCIA DOS SERVIDORES DO DISTRITO FEDERAL - IPREV

 Interessado(s):

SUSCITADO: PEDRO RODRIGUES DA SILVA

Processos Paradigmas: