Capacitação, profissionalização e inserção no mercado de trabalho

Um dos eixos de atuação da Rede Solidária Anjos do Amanhã é promover a capacitação, a profissionalização e a inserção no mercado de trabalho de jovens a partir de 14 anos que figuram em casos atendidos pela Justiça da Infância e da Juventude do DF, podendo ou não estarem vinculados a unidades socioeducativas ou entidades de acolhimento do Distrito Federal.

Voluntários

  • Escolas que oferecem cursos técnicos ou capacitação profissional.
  • Empresas ou instituições que viabilizam vagas de estágio para os adolescentes.
  • Instituições sem fins lucrativos responsáveis por incentivar a formação profissional juvenil, como ISBET, CIEE e CESAM, que possibilitam aos jovens, encaminhados pelo Anjos do Amanhã com requisito de prioridade, participarem de processos seletivos de empresas cadastradas para concorrerem a vagas de emprego.

Forma de atuação

Para melhor aproveitamento dos recursos oferecidos pelos parceiros aos jovens e às suas famílias, como cursos e vagas de estágios, a Rede Solidária realiza um processo de triagem, seleção e acompanhamento ao longo do contrato do curso ou do estágio.

EstágioANJOS DO AMANHÃ PROFISSIONALIZAÇÃO.jpg

Um acordo de cooperação firmado em 2009 entre órgãos do Poder Judiciário possibilitou a oferta de vagas de estágio ao nosso público-alvo. No TJDFT há jovens trabalhando na Vara de Execução Fiscal, Biblioteca, Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania e nas unidades da Justiça Comunitária. Eles atuam em várias regiões administrativas do DF, favorecendo a locomoção dos estagiários, que dependem de transporte público, e a conciliação com os estudos, pois podem estagiar mais perto de suas residências e escolas.

No TJDFT, os estagiários exercem atividades, tais como organização e autuação de processos, serviços de digitação, atendimento ao público, participação em eventos educativos sobre violência doméstica e que promovem a cidadania e a busca pelos direitos.

Além do TJDFT, há jovens indicados pela Rede Solidária trabalhando no Tribunal Superior do Trabalho e no Tribunal Superior Eleitoral.

Impacto social do estágio e do primeiro emprego 

A oportunidade de estágio permite:

  • Afastar o jovem da situação de risco ou vulnerabilidade que determinou a intervenção judicial.
  • Garantir a permanência no ensino regular.
  • Vivenciar um ambiente social de formalidade e respeito, evidenciando seus próprios potenciais, capacidades de aprendizagem e desenvolvimento.
  • Ampliar a sua rede social.
  • Permitir-lhes o exercício de autonomia financeira e o sentido do trabalho dentro da legalidade, preservando o bom convívio social.

Capacitação

A Rede Solidária firma parcerias para suprir demandas de adolescentes por cursos de capacitação com a finalidade de se tornarem autônomos. Os recursos também alcançam familiares que se sentiram estimulados a se qualificar e a aumentar as chances de inserção no mercado de trabalho.

Os cursos de capacitação profissional geralmente são nas áreas de cabeleireiro, barbearia, design de sobrancelhas, maquiagem, manicure/pedicure, Técnico de Enfermagem, Técnico em Secretariado, Laboratório e Análises Clínicas, Cuidador de Idosos, Atendente de Farmácia, Secretariado, Elétrica e Mecânica de Autos, Instalação de alarmes, películas e som automotivo.

Parceiros desta ação

logo CIEE.png LOGO CESAM.jpg LOGO ISBET.png LOGO TST.png LOGO TSE.jpg