Esporte e Lazer

Assegurados constitucionalmente como direitos sociais, o esporte e o lazer são atividades essenciais ao desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, tendo em vista seus benefícios na socialização, na qualidade de vida, aquisição de habilidades físicas e de valores, conhecimentos, atitudes e regras.

Para o público-alvo atendido pelo Anjos do Amanhã, o acesso às oportunidades esportivas e de lazer representam ainda uma forma de inclusão social e de minimização dos efeitos da vulnerabilidade social.

Stand up paddle – Terapia na Água

Terapia na água.jpg

Parceiro da Rede, o projeto Filhos da Nação combina a prática esportiva de stand up paddle com a abordagem terapêutica junguiana, coordenado pela jornalista e terapeuta Gabriela Franco e o fotógrafo e o atleta Tiago Sousa. Por meio do esporte, a equipe estreita a relação com as crianças e adolescentes para conhecer seus potenciais e as dificuldades que podem ser trabalhadas.

“Em cima da prancha está tudo o que se consegue enxergar: o céu, o lago, a terra, os pássaros, as pessoas ao redor. É o consciente que, de certa forma, tem o domínio. Embaixo da prancha é o inconsciente, o lado escuro. São os medos, as coisas já vividas que estão guardadas em uma caixinha, mas que de vez em quando vem à tona e se tem que aprender a lidar”, explica Gabriela Franco. Com essa abordagem terapêutica e com o esporte, eles trabalham para o resgate da autoestima, o equilíbrio, o cair, o ir mais longe, a superação de medo, de dificuldades, a confiança em equipes.

Projeto Bola ao Alto – esporte, inclusão e capacitação profissional

Projeto Bola ao alto.jpg

Construído em parceria coma Rede Solidária Anjos do Amanhã em 2018, o projeto Bola ao Alto, desenvolvido pela Fundação Pedro Jorge, oferece oficinas de basquete combinadas a reforço escolar e ainda prevê a oferta de cursos profissionalizantes pelo SENAC a jovens do DF. Entre os objetivos estão promover melhoria no desempenho escolar e a democratização do esporte, visando ao desenvolvimento pleno de crianças e adolescentes institucionalizados. 

O projeto iniciou atendendo o público de 12 a 18 anos da instituição de acolhimento Lar de São José. As aulas de basquete e de reforço escolar são oferecidas duas vezes por semana e, quinzenalmente, é ministrado curso de cidadania.

O coordenador do projeto e responsável pelas oficinas esportivas é o ex-jogador de basquetebol brasileiro João José Vianna, o Pipoka. O brasiliense teve uma atuação destacada na seleção brasileira e foi o segundo do País a jogar em um time da NBA, a Associação Nacional de Basquetebol dos Estados Unidos.

Parceiros desta ação

        LOGO SEJUS.jpg Logo Bola ao Alto.jpg