Entenda o que é Telemedicina e como ela funciona na prática

por pró vida — publicado 2020-06-09T16:50:00-03:00

Entenda o que é Telemedicina e como ela funciona na prática

 

Nas últimas décadas, passamos por uma revolução digital que transformou permanentemente muitos aspectos de nossas vidas. Os cuidados com a saúde não poderiam deixar de receber a influência dos avanços que o desenvolvimento tecnológico proporcionou, tanto pela sua relevância quanto pelos benefícios que podem ser alcançados.

Uma das várias formas de sinergia entre a tecnologia e a medicina é o surgimento de uma nova forma de atendimento médico. Você sabe o que é a telemedicina? Com a leitura deste conteúdo, você entenderá o que é, como funciona e a importância. Então vamos lá!

O que é a telemedicina

A telemedicina  é um ramo dedicado à utilização de tecnologias e aplicações que possibilitam a prática do atendimento por um profissional da saúde à distância. É claro que mesmo uma carta ou um telegrama poderiam ser considerados como meios possíveis para essa atividade, mas no contexto atual a realidade é bem diferente.

Há algum tempo a disponibilidade de recursos e ferramentas que possibilitavam a realização desse tipo de atendimento não era tão grande, nem tinham tanta qualidade. Não há consenso de quando as primeiras experiências com a telemedicina no Brasil começaram, mas relatos indicam que em 1994 a tecnologia passou a ser utilizada em exames de eletrocardiograma feitos à distância.

Como ela funciona

Utilizando plataformas de comunicação digital, é criada uma conexão entre o médico e/ou profissional de saúde e o paciente, de forma que eles possam conversar como se estivessem frente a frente. As informações fornecidas pelo paciente durante o exame clínico feito à distância, combinadas com outras fontes, fundamentam o diagnóstico e a recomendação de tratamento.

Nos casos em que for pertinente, podem ser usados vídeos, fotografias e até mesmo áudios para complementar o atendimento. Isso faz com que a telemedicina seja, em muitos casos, tão eficiente quanto o atendimento presencial, oferecendo ainda uma série de benefícios.

A importância da telemedicina

Nós sabemos o quanto a medicina é importante na vida das pessoas e como um atendimento médico pode fazer diferença na eficiência do tratamento e no bem-estar de um paciente. Além da conveniência, da praticidade e da comodidade, a sua importância está associada a outras vantagens.

Proporciona maior segurança para os pacientes

Existem casos em que o deslocamento e/ou exposição do paciente ao ambiente externo ou hospitalar podem representar riscos à saúde. O atendimento por telemedicina, assim, pode ser o mais indicado.

Por conta da facilidade de comunicação, a telemedicina também possibilita a realização de mais interações entre médico e paciente, já que o contato é feito de forma muito mais rápida e prática. O cuidado e o acompanhamento podem ser mais constantes.

Possibilita respostas mais rápidas

Muitas vezes, a velocidade do atendimento é um fator muito importante para a saúde do paciente. A indisponibilidade de espaço na agenda e as dificuldades práticas de locomoção podem ser inconvenientes que levam à demora no atendimento e ao aumento do estresse, o que pode ser perigoso em alguns casos.

Em outras ocasiões, as dúvidas, embora importantes, são simples e podem ser solucionadas rapidamente por meio de um atendimento à distância. Isso faz da telemedicina um recurso extremamente útil, que consegue aumentar a eficiência da atuação do médico e do tratamento do paciente.

Maior disponibilidade e facilidade de acesso

Médicos altamente especializados e com grande experiência em suas áreas de atuação não estão disponíveis em todos os locais. Esse tipo de profissional é menos numeroso, por exemplo, nas regiões Norte e Nordeste do país, e o acesso a eles pode fazer uma grande diferença no sucesso de um tratamento.

Com a telemedicina, porém, é possível facilitar o acesso de pacientes a médicos e estruturas de ponta a partir de qualquer local no Brasil ou no mundo. Isso aumenta o número de pessoas que podem receber um atendimento mais capacitado e acessar os melhores recursos, independentemente de barreiras geográficas. Uma consulta assim pode ser um diferencial insubstituível em muitos casos.

Regulamentação da prática

O Conselho Federal de Medicina já havia editado a portaria nº 2.227/18, que regulamentava e estabelecia parâmetros para esse tipo de atendimento, visando principalmente garantir que fossem realizados de forma ética e segura. Mas com o contexto da pandemia global do novo coronavírus, foi editada uma lei específica.

Telemedicina durante a pandemia do novo coronavírus

No dia 16 de abril de 2020, foi publicada a Lei nº 13.989, que regulamenta as atividades de telemedicina durante a emergência de saúde. Ela complementou o que foi estabelecido na portaria e definiu a possibilidade da aplicação da modalidade para assistência, pesquisa, prevenção de doenças e lesões e promoção da saúde.

Com isso, o atendimento à distância recebeu a devida autorização legal e o incentivo necessário enquanto durar a pandemia.

 

Fonte: Site do Hospital Albert Einstein/ Blog Vida Saudável