2019 v. 16 n. 63 out./dez.

Artigos

01. A coisa julgada na arbitragem
(José Carlos de Magalhães, Tania F. Rodrigues Palma)

121
02. Reflexões para a efetividade no cumprimento das decisões arbitrais
(Asdrubal Franco Nascimbeni)

137
03. Como deve se comportar o árbitro diante de indícios e provas de corrupção? Algumas impressões
(Fabiane Verçosa, Guilherme Monegalha)

159
04. O evolver histórico da responsabilidade civil médica no mundo e no Brasil : (im)possibilidade de mediação e arbitragem
(Alexandre Coutinho Pagliarini, Carolina Heloisa Guchel Berri)

191
05. Palestra : as dificuldades para responsabilização dos administradores
(Mauro Rodrigues da Cunha, Juliana Rocco Nunes)

217
06. Âmbito de aplicação da Convenção de Nova York às convenções de arbitragem : necessária adoção do critério da internacionalidade
(José Antonio Fichtner, Sergio Nelson Mannheimer, André Luís Monteiro)

227
07. A Corte Suprema norte-americana e a evolução da class arbitration
(Arnoldo Wald, Marcela Melichar Suassuna)

269
08. O que compensa a dor das lágrimas? Um estudo de caso sobre como determinar danos em desastres de grande proporção no Brasil com arbitragens de classe
(Luiz Olavo Baptista)

283
09. O alcance da cláusula compromissória em contratos coligados : leitura a partir da tutela da confiança
(Carlos Nelson Konder)

295
10. Reflexões preliminares a respeito da Lei 13.867/19, que disciplina a opção pela arbitragem ou mediação para definição dos valores indenizatórios em desapropriações por utilidade pública
(Pedro Guilhardi, Christine Pinto Coelho Rattes Bartolomeo)

335
11. Arbitragem em Portugal : situação presente e desafios futuros
(Gonçalo Malheiro)

375
12. Beyond the law : equity?
(Giovanni Iudica)

391
13. A segunda conferência da paz
(Rui Barbosa)

399