Desclassificado crime imputado a homem que teria baleado outro no Guará

por SB — publicado 2012-08-03T17:15:00-03:00

Um homem acusado de tentativa de homicídio no Guará, em 2003, por uma dívida, teve seu crime desclassificado para lesão corporal de natureza grave (art. 129; §1º, inciso I, do Código Penal). Em julgamento realizado nessa quinta-feira, 2/8, os jurados não reconheceram que o réu tenha dado início a um crime de homicídio. Em plenário, acusação e defesa requereram a desclassificação do delito em razão da desistência voluntária.

De acordo com a denúncia apresentada no início do  processo, na manhã de 5 de dezembro de 2003, Tarik Koyuncu, teria chegado a uma oficina mecânica do Guará “freando de maneira brusca” e “cantando pneus”. Teria descido do veículo e se dirigido ao escritório do dono do estabelecimento, N.L.C.J.. Narra a peça acusatória que Tarik, “efetuou disparos contra a vítima N.L.C.J., causando-lhe as lesões descritas no Laudo de Exame de Corpo de Delito”. Segundo o MP, “a vítima não foi atingida em região de letalidade imediata e teve imediato socorro médico no Hospital das Forças Armadas, onde foi submetida a uma cirurgia e teve sua vida salva”.

Processo nº: 2004.01.1.005053-5