Delegado condenado por prevaricação e supressão de documentos é preso

por ACS — publicado 2012-06-19T00:00:00-03:00
A Vara de Execuções Penais do Distrito Federal recebeu, na tarde desta terça-feira (19/6), comunicado da Delegacia de Polícia Federal do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, sobre a prisão do delegado aposentado da Polícia Civil do DF João Kleiber Esper. Ele foi condenado pela 2ª Turma Criminal do TJDFT a três anos e seis meses de reclusão, em regime semi-aberto, e ao pagamento de 50 dias-multa, além de perda do cargo público.

João Kleiber Esper respondeu a ação criminal na qual foi denunciado pelos crimes de prevaricação e ocultação de documento, ao omitir, durante sete meses, declarações que noticiavam "a prática, em tese, de crimes praticados por Luiz Carlos Garcia Coelho, o Senador Renan Calheiros e outros. E ao invés de determinar abertura de inquérito policial ou encaminhar o documento às autoridades competentes para apurar a noticia criminis, decidiu guardá-lo consigo, com o propósito de obter vantagem ilícita dos envolvidos, mais precisamente do senador da república e o empresário Luiz Carlos".