Desembargador é empossado no cargo de 2º Vice-Presidente do TJDFT

por ACS — publicado 2012-06-15T00:00:00-03:00
O Desembargador Lecir Manoel da Luz foi empossado nesta sexta-feira, 15/6, no cargo de 2º Vice-Presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios. A solenidade começou às 19h, na Sala de Sessões Plenárias e contou com a presença de diversas autoridades.

O Presidente do TJDFT, Desembargador João de Assis Mariosi, destacou a brilhante escolha do Desembargador Lecir, eleito por seus pares no último dia 5, para a função. "A 2º Vice-Presidência significa lugar institucional de onde advirá a coordenação da Justiça no que tange às conciliações, mediações e resolução de conflitos de forma pacífica. Lecir Manoel da Luz possui o perfil ideal para ocupar o cargo. A escolha mostrou-se correta por ser o desembargador homem pacífico, conciliador, afável e de caráter sincero", afirmou.

O cargo de 2º Vice-Presidente do Tribunal foi criado pela Lei 11.697/2008, conhecida como a Lei de Organização Judiciária do Distrito Federal e Territórios, e condicionado à composição do TJDFT por 40 desembargadores. As atribuições do cargo constam da Emenda Regimental 3/2011, do TJDFT, que estabelece, entre outros, exercer as funções de Coordenador-Geral do Sistema dos Juizados Especiais do Distrito Federal e Coordenador-Geral do Sistema Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos e do Núcleo Permanente de Mediação e Conciliação.

Natural de Planura/MG e formado pela Faculdade de Direito do UniCEUB, Lecir Manoel da Luz foi aprovado nos concursos públicos para Advogado do Banco Central, Delegado de Polícia da SSP do DF e Defensor Público - carreira inicial do MPDFT.

No TJDFT, o desembargador foi membro da Comissão para estudos preliminares de aumento do quadro de Desembargadores do TJDFT, em 1998/1999; membro suplente da Comissão de Regimento Interno, em 2000; membro titular da Comissão de Jurisprudência, em 2002; presidente da comissão para desenvolver estudos voltados à realização do concurso público para os serviços de notas e de registros e do concurso para os cargos efetivos do quadro de pessoal do TJDFT, em 2005; e membro da Comissão de Justiça Moderna. Depois de compor várias turmas e câmaras cíveis e criminais, integra hoje a 1ª Turma Cível, a 1ª Câmara Cível e o Conselho Especial do TJDFT.

Discurso do Presidente do TJDFT João de Assis Mariosi.