Rapaz que teria agredido ex-namorada a golpes de faca será julgado quarta, 16

por ACS — publicado 2012-05-14T00:00:00-03:00
Na próxima quarta-feira (16/5), a partir das 8h30, um homem vai a julgamento popular perante o Tribunal do Júri de Ceilândia, respondendo por tentativa de homicídio por motivo torpe. Ele é acusado de esfaquear a ex-namorada por não aceitar o fim do relacionamento.

De acordo com peças do processo, no dia 22.02.2010, por volta das 5h30, no INCRA 9, próximo ao posto policial, J.G.G.M. teria golpeado a ex-namorada, I.A.A. com uma faca tipo peixeira. A agressão teria acontecido após discutir com a vítima, quando o rapaz teria dito a ela: "ou você fica comigo ou eu vou te matar". Depois da ameaça, o acusado teria sacado a faca e brandido vários golpes que I.A.A. aparou com os braços. Após cerca de sete golpes, conta a moça que conseguiu sair correndo quando avistou os faróis de um carro que vinha em sentido contrário. O réu teria corrido atrás dela, ferindo-a nas costas, mas ao perceber a aproximação do veículo, teria subido em sua moto e saído do local. Ela contou em seu depoimento que foi ferida também na clavícula. Por volta das 6h da manhã, o acusado teria chegado a um posto policial dizendo que havia "feito uma besteira" e contado ter esfaqueado a ex-namorada.

De acordo com a vítima, os dois tiveram um relacionamento que durou apenas cerca de quatro meses, nos quais houve poucos encontros. No entanto, ao sentir que o rapaz era "muito obsessivo com o namoro", decidiu romper com ele.

J.G.G.M., que responde ao processo em liberdade, foi pronunciado para responder perante júri popular por tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe (artigo 121, § 2º, inciso I, c/c artigo 14, inciso II, ambos do Código Penal).