Prossegue julgamento de motorista acusado de homicídio

por ACS — publicado 2012-03-14T00:00:00-03:00
Acontece hoje (14/3), no Tribunal do Júri de Brasília, o julgamento de um motorista denunciado por homicídio, decorrente de acidente ocorrido na Ponte JK em 2004. A colisão, de acordo com o processo, provocou a morte de Francisco Augusto Nora Teixeira.

Neste momento (15h35), acaba de ser ouvido um parecerista que apontou o que considera falhas no laudo ofiicial. Para ele, a velocidade apresentada no documento está superestimada. Argumenta também que o carro da vítima, que foi atingido por trás, estaria sobre a linha divisória da pista, o que sugere que estaria mudando de faixa no momento do acidente. Para o perito contratado pela defesa, o laudo oficial deixou ainda uma lacuna em seu trabalho ao não considerar a psicodinâmica do acidente.

Neste momento, foi feita uma pausa para o almoço e os trabalhos retomam em uma hora com o interrogatório do réu.

Saiba mais sobre o caso.