Biometria para identificação de apenados no TJDFT é apresentada em congresso sobre inovação em TI

por TT — publicado 2012-11-05T10:30:00-03:00

TJDFT foi pioneiro na implantação do sistema, inédito no Judiciário brasileiro

Na última quarta-feira, 31/10, o TJDFT apresentou o Sistema de Controle Biométrico para Benefícios de Penas usado pelo Tribunal, no 7º Congresso de Inovação no Poder Judiciário – CONIP Judiciário. O evento reúne líderes e autoridades de TI dos 91 tribunais e de três conselhos existentes no Brasil com o objetivo de apresentar e debater as melhores práticas em tecnologia da informação para o setor.

O Probio foi implantado no início deste ano pelo Tribunal e já conta com cerca de sete mil apenados cadastrados. Inédito no Judiciario Brasileiro, o TJDFT saiu na frente ao usar o recurso da biometria para identificar apenados beneficiados pela progressão da pena e que precisam comparecer periodicamente à Vara de Execução das Penas e Medidas Alternativas no Distrito Federal - Vepema. A ideia é conferir segurança, agilidade e precisão na identificação dos condenados. Uma vez que a imagem é cadastrada no banco de dados, o reconhecimento é  feito em poucos instantes, com precisão de 99,9%.

A apresentação foi feita pelo servidor Luiz Antônio Mendes Garcia, da Assessoria de Desenvolvimento e Modernização da Corregedoria do TJDFT, que no próximo dia 7/11, também conduzirá a mesa redonda Fórum de Projetos de Governo, durante o 12° Encontro Internacional de Gerenciamento de Projetos, em Brasília. O evento, um dos maiores congressos sobre Gerenciamento de Projetos do Brasil, reunirá representantes nacionais e internacionais da área para troca de experiências, palestras, debates e networking.

Para mais informações sobre o Encontro, acesse o site do evento.

Para saber mais sobre o Probio, clique aqui.