Acusado de matar ex com espátula vai a júri

por SB — publicado 2014-01-07T15:35:00-03:00

O Tribunal do Júri de Planaltina leva a julgamento nesta quinta-feira, 9/1, a partir das 13h, um pedreiro de 52 anos acusado de matar a ex-namorada com golpes de espátula. O motivo do crime teria sido a recusa do homem em aceitar o fim do relacionamento.

De acordo com o processo, no dia 8 de maio de 2013, em Arapoanga, Wilson Lima dos Santos teria desferido os golpes em Márcia Maria Alves Teixeira, causando-lhe lesões que a levaram à morte. Após o crime, ele teria telefonado para uma cunhada e contado que havia matado Márcia depois de uma discussão. Ouvido em juízo, o réu não negou os fatos, mas afirmou que atingira a vítima por tê-la visto, momentos antes dos fatos, beijando outro homem. Segundo uma testemunha, no entanto, Márcia tivera um relacionamento de dois meses com Wilson e decidira rompê-lo. No período, ela teria sofrido agressões e decidido pôr fim à relação amorosa.

O réu foi pronunciado para responder perante júri popular por homicídio qualificado por motivo torpe (artigo 121, parágrafo 2º, inciso I do Código Penal Brasileiro).

Processo nº 2013.05.1.006150-3