Presidente do TJDFT empossa novos Juízes Substitutos de 2º Grau

por ASP/AJ — publicado 2014-11-12T18:40:00-03:00

posse juizesOs juízes Rômulo de Araújo Mendes e Carlos Divino de Oliveira tomaram posse, na tarde desta quarta-feira, 12/11, no cargo de Juiz de Direito Substituto de 2º Grau do TJDFT, criado pela Lei 12.782/2013. A solenidade muito prestigiada aconteceu no Gabinete da Presidência, às 17 horas, e foi conduzida pelo Presidente do TJDFT, desembargador Getúlio de Moraes Oliveira. Também estavam a 1ª Vice-presidente, desembargadora Carmelita Brasil, o Governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, além de magistrados, membros do MPDFT e familiares.

No primeiro momento, os magistrados prestaram o compromisso e assinaram o termo de posse, em seguida, cada um fez uso da palavra. O juiz Romulo Araújo destacou a família; "o trabalho e o estudo que dignificam o homem", ensinado por seu pai; lembrou a enorme alegria e responsabilidade de ser juiz e atender cada vez melhor. O juiz Carlos Divino ressaltou que, com a posse, renovava-se o compromisso prestado de fazer justiça, cumprir as leis e a constituição, e, assim, "o desejo de fazer algo bom, que permanece, somado a um grau de responsabilidade maior".

O Presidente do TJDFT finalizou lembrando a trajetória de ambos. Com relação ao juiz Romulo falou do "entusiasmo", uma marca do magistrado sempre descobrindo coisas promissoras para melhora da entrega da prestação judicial. Sobre o juiz Carlos Divino, afirmou ser "um  homem das grandes tarefas" e responsável por "sentenças sólidas".

O juiz Rômulo de Araújo Mendes, natural de Patrocínio/MG, tomou posse como Juiz de Direito Substituto em 1997, na 2ª Vara Cível de Taguatinga. Atualmente, era titular da 6ª Vara de Família de Brasília. De acordo com a Portaria CPR 1834, de 7 de novembro de 2014, o Juiz de Direito Substituto de Segundo Grau Rômulo de Araújo Mendes exercerá suas funções junto a Primeira Turma Cível.

O juiz Carlos Divino de Oliveira tomou posse como Juiz de Direito Substituto em 1998, perante a 1ª Vara Cível de Ceilândia. Atualmente, estava como titular na Vara do Meio Ambiente do DF. A princípio, o Juiz de Direito Substituto de Segundo Grau Carlos Divino Vieira exercerá suas funções, provisoriamente, na Quinta Turma Cível, de acordo com a Portaria CPR 1836, de 7 de novembro de 2014.