CEJUSC de Planaltina é inaugurado em visita da Administração Superior ao Fórum

por MLC — publicado 2014-10-23T18:50:00-03:00

cejusc planaltinaO Presidente do TJDFT, desembargador Getúlio de Moraes Oliveira, acompanhado da 1ª Vice-Presidente, desembargadora Carmelita Brasil, do Corregedor de Justiça do Distrito Federal, desembargador Romeu Gonzaga Neiva, e do Diretor do Fórum, juiz Gilmar Soriano, inaugurou o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania de Planaltina, nesta quinta-feira, 23/10, em visita ao Fórum Lúcio Batista Arantes.  

O 2º Vice-Presidente, desembargador Waldir Leôncio Júnior, não pôde comparecer e enviou um texto que foi lido durante a inauguração. O magistrado foi representado pela juíza Luciana Sorrentino, coordenadora do CEJUSC/Brasília, e pela Chefe de Gabinete, Adriana Vidal. No texto, lido pelo cerimonial, o desembargador disse que esta data é um marco que encerra uma etapa e inicia outra de lutas e desafios a serem enfrentados. Destacou o esforço dos magistrados para instituir a conciliação, em especial o juiz Gilmar, pelo trabalho digno e econômico que realiza no Juizado Especial de Planaltina. Também mencionou a busca incansável pela conciliação da juíza Luciana Pessoa. Agradeceu a Administração Superior, o juiz Eduardo Rosas e a servidora Leila Lima. Todos presentes no evento.

O juiz Gilmar Soriano falou ser uma honra receber a Administração do Tribunal. Agradeceu ao juiz Eduardo Rosas, antigo Diretor do Fórum de Planaltina. Sobre a inauguração disse: “o desembargador Waldir Leôncio não imagina o bem que fez em trazer o CEJUSC para Planaltina. O Centro vem para dar mais qualidade ao serviço jurisdicional”. Salientou que a conciliação e a mediação têm o viés de fomentar esse novo meio de resolver conflito. Acrescentou, ainda, que são os servidores que fazem o trabalho. “O meu papel é coordenar. O trabalho do CEJUSC vai ser muito proveitoso para Planaltina”, finalizou.

Em seguida, o Presidente do Tribunal, desembargador Getúlio, iniciou dizendo concordar com o texto do desembargador Waldir Leôncio, quando cita o juiz Gilmar, e concordou, ainda, com a fala do juiz  quando menciona o magistrado Eduardo Rosas. Falou ainda da conciliação: “resolver conflito com um acordo é muito melhor. Somos pessoas com tendências a conciliar. Às vezes falta um intermediário, um conciliador”, afirmou. “É com muito orgulho que inauguramos essa unidade. Vamos inaugurar o local transitoriamente. O Fórum está em reforma, o espaço vai ficar muito melhor”, encerrou. Após a inauguração foi assinado pelo Presidente, 1ª Vice-Presidente e Corregedor um acordo celebrado durante a solenidade.

Dando sequência a visita, a comitiva conheceu as instalações e se reuniu com os juízes do Fórum. O objetivo da visita é fortalecer a política de valorização de magistrados e servidores. Desde o ínicio da atual gestão, em abril, o presidente adotou a iniciativa, a fim de conhecer as necessidades de cada Fórum, bem como promover o alinhamento estratégico entre unidades administrativas e judiciais. Até agora já foram visitados nove Fóruns e várias demandas e necessidades já estão atendidas.

Também estavam presentes o desembargador Sebastião Coelho; as juízas do Fórum de Planaltina Gabriela Jardon e Wannessa Dutra; o juiz Jayder Ramos; secretários e sub-secretários do Tribunal, representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, demais autoridades e servidores.

O TJDFT já possui um Núcleo Permanente de Mediação e Conciliação - NUPEMEC, com seis Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania de Brasília - CEJUSC/BSB, de Família de Brasília - CEJUSC-FAM/BSB; dos Juizados Especiais Cíveis - CEJUSC-JEC/BSB; de Taguatinga – CEJUSC/TAG; de Planaltina - CEJUSC/PLAN; e de Sobradinho – CEJUSC/SOB esse último recentemente criado. Todos esses setores são vinculados à 2ª Vice-Presidência, comandada pelo desembargador Waldir Leôncio Junior, responsável pela política de mediação, de conciliação e de solução adequada de conflitos de interesses no âmbito da Justiça do Distrito Federal e dos Territórios.