Acusado de matar por causa de negativa de empréstimo pega 12 anos de prisão

por AF — publicado 2014-09-30T17:00:00-03:00

O Tribunal do Júri de Taguatinga condenou Adeilton Venâncio Rodrigues pelo assassinato de Sanderson Francisco Alves. A condenação prevê a pena de 12 anos de prisão, em regime inicial fechado, por homicídio qualificado, com emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima (Art. 121, § 2º, inc. IV, do Código Penal). 

De acordo com os autos, o crime foi cometido com golpe de faca nas costas da vítima e teria sido motivado pela negativa de um empréstimo no valor de R$1,50 para a compra de bebida alcoólica.

Na sessão de julgamento, o Conselho de Sentença reconheceu a materialidade e a autoria do crime, bem como manteve a qualificadora. Na sentença, o juiz concluiu: “em conformidade com a Decisão do colendo Conselho de Sentença, julgo procedente a pretensão punitiva do Ministério Público, para condenar o réu como incurso nas penas do art. 121, § 2º, inciso IV, do Código Penal”. 

Adeilton está preso e não terá direito a recorrer da sentença em liberdade.   

Processo: 1015/97