Júri de Ceilândia julga na segunda-feira assassinato motivado por discussão banal

por AF — publicado 2014-09-19T18:10:00-03:00

Vai a júri nessa segunda-feira, 22/9, Lamark Leandro Macedo Queiroz, acusado de matar Ítalo Costa Veras depois de uma discussão banal ocorrida no dia anterior ao crime. A vítima foi assassinada com 7 tiros a queima roupa. Lamark responde por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e meio que dificultou a defesa da vítima (Art. 121 § 2º incisos II e IV do Código Penal). 

De acordo com a sentença de pronúncia, “no dia 25 de outubro de 2013, por volta das 13h30m, no estabelecimento comercial conhecido como "Mercado Veras", o réu, de forma livre, consciente e com inequívoca intenção de matar, efetuou disparos de arma de fogo contra Ítalo Costa Veras, que foram a causa eficiente da sua morte. O motivo do crime foi em razão de uma discussão banal ocorrida na noite anterior com a vítima, quando esta se dirigiu até Lamark e pediu que ele parasse de soltar fogos de artifício no lote em que ambos residiam”. 

Lamark foi preso em março de 2014. 

Processo: 2013.03.1.035919-8