Parceria entre Rede Solidária e ONG garante computadores a instituições de acolhimento

por SECOM/VIJ — publicado 2015-03-11T10:25:00-03:00

Parceria ONG e VIJUma parceria entre a Rede Solidária Anjos do Amanhã (projeto social da Vara da Infância e da Juventude do DF) e a ONG Programando o Futuro resultou na entrega, nesta segunda-feira, 9/3, de computadores às entidades de acolhimento Casa Transitória, em Taguatinga, e Batuíra, em Ceilândia. Os dois computadores foram doados pela ONG, sediada em Valparaíso (GO), que trabalha com metarreciclagem.

Pela parceria firmada, a ONG doará à Rede Solidária computadores em bom estado, mas que foram renovados a partir do aproveitamento de resíduos eletroeletrônicos. Essa parceria teve a participação da Agefis (Agência de Fiscalização do DF), que doou um caminhão de resíduos à ONG.

Segundo o gerente administrativo da ONG, Fábio Paiva, a parceria com a Rede é muito importante, pois tem um alcance socioambiental significativo. “Fazemos um trabalho de metarreciclagem, que consiste no reaproveitamento consciente dos resíduos eletroeletrônicos. O nosso beneficiário final são entidades sociais e com fins coletivos, como as entidades de acolhimento”, diz.

Ele destacou ainda que os computadores doados serão importantes ferramentas de trabalho e vão beneficiar adultos e crianças nas entidades de acolhimento. “Esses equipamentos vão aprimorar o conhecimento das crianças e dos adolescentes, principalmente nas atividades escolares, e também vão ajudar nas atividades administrativas dos funcionários”, destaca. Ele disse ainda que, em breve, outros computadores serão doados às entidades.

Para o supervisor substituto da Rede, Gelson Leite, a parceria representa um grande ganho para os usuários. “Buscávamos um parceiro com as características da metarreciclagem, por ser uma importante referência em inclusão digital, educação ambiental e profissionalização em informática, destacando-se a possibilidade de doação e manutenção de computadores. Além disso, o que conta muito é o fato de ser uma instituição recomendada pela Coordenadoria de Gestão Socioambiental do TJDFT - COGESA, com quem a ONG já trabalha há algum tempo”.

A expectativa é que o computador da Casa Transitória, em Taguatinga, beneficie 25 crianças e adolescentes das duas casas-lar e os meninos das três creches a ela vinculadas. O computador será destinado, principalmente, à pesquisa e à confecção de trabalhos escolares, e o acesso será monitorado pelas mães sociais. Na entidade Batuíra, o computador vai atender 20 crianças e adolescentes, além dos funcionários.

Sobre a ONG

A ONG Programando o Futuro funciona em Valparaíso (GO) e conta hoje com nove colaboradores entre técnicos de informática, da área administrativa e de gestão. Quarenta alunos fazem cursos gratuitos de informática básica, montagem e configuração de computadores, eletrônica de reparos e robótica e, em contrapartida, colaboram no recondicionamento de computadores e na montagem de outros equipamentos. A capacitação tem como foco o ingresso desses alunos no mundo do trabalho e a geração de renda.

Em 2014, a ONG doou cerca de 3 mil computadores a instituições com fins sociais e coletivos como escolas e hospitais.