Fotógrafo abre exposição sobre cultura mexicana no Memorial do TJDFT

por SS — publicado 2016-10-27T17:30:00-03:00

fotógrafo Marcio de AndradeNa tarde desta quinta-feira, 27/10, o Memorial do TJDFT – Espaço Desembargadora Lila Pimenta Duarte recebeu a exposição de fotografias "A Noite dos Mascarados”, do fotógrafo Marcio de Andrade. Familiares, amigos e servidores prestigiaram a abertura do evento. A mostra tem o apoio da Embaixada do México e ficará disponível para visitação até o dia 16/11.

Ainda, nos dias 3, 8, 10 e 14/11, o artista estará à disposição do público, das 12h30 às 13h, para fazer uma visita guiada pelas 26 fotos da exposição. Especialmente no dia 4/11, às 12h, haverá um roteiro guiado com tradução em libras para surdos com Isabella Vasconcellos Gurgel, professora de Libras e diretora do Surdo Fotoclube.

A Noite dos Mascarados aborda a cultura ancestral mexicana, materializada na celebração do “Día de Muertos”, manifestação que exerce grande influência nessa sociedade. A proposta das imagens é dialogar com a cultura hispânica global, ampliando suas conexões com a América Latina, e também revelar a riqueza das tradições vivas do México.

Formado em Jornalismo, Marcio de Andrade trabalha com audiovisual (cinema e vídeo) e conteúdo para internet. Realizou curtas-metragens, documentários e vídeos institucionais, atuando também nas áreas de direção, fotografia, roteiro e edição. Já trabalhou em canais de TV como GNT, Futura, Multishow, TVE, ABC News e TV Rai. Atualmente, se dedica à pesquisa de linguagem documental, ficcional e suas relações com cinema e novas mídias.

Serviço

Para apreciar as fotografias da cultura mexicana, basta visitar o Memorial TJDFT, localizado no 10º andar do Bloco A, ala A, do Fórum de Brasília. O espaço funciona de segunda a sexta-feira, das 12h às 19h e permite visitas espontâneas e monitoradas. Para agendar visitas monitoradas, entre em contato pelo e-mail memoria@tjdft.jus.br ou pelos telefones (61) 3103-5894/5893/5863.

Memorial TJDFT - Espaço Desembargadora Lila Duarte foi inaugurado em 19 de abril de 2010, durante as comemorações do cinquentenário do Tribunal. O museu abriga documentos, processos históricos, fotos e peças que contam a trajetória do Judiciário na capital. O Memorial está vinculado à 1ª Vice-Presidência do Tribunal, coordenada pelo desembargador Humberto Ulhôa.