Júri de Brasília julga acusado de matar parente de candidato ao governo do DF

por AF — publicado 2017-02-20T18:30:00-03:00

O Tribunal do Júri de Brasília está julgando nesta segunda-feira, 20/2, Athos Tavares de Aguiar, acusado pela morte de Victor Barbosa Gaze Sobral, sobrinho bisneto do candidato ao governo do Distrito Federal pelo PR, em 2014, Jofran Frejat. Victor foi morto com um tiro no peito, quando chegava a uma festa no Setor de Clubes Sul, em Brasília.

Os tiros partiram de dentro de um carro, onde estavam os acusados Athos Tavares de Aguiar, Pedro Henrique de Castro e Robert da Silva Gadelha. Pedro Henrique e Robert Gadelha já foram julgados e condenados.

Segundo as investigações da polícia, os disparos de arma de fogo eram direcionados à vítima Guilherme da Costa Coelho Barbosa, em virtude de rixa entre gangues do Guará I e do Guará II. O crime resultou na morte de Victor Barbosa Gaze Sobral e em lesões corporais em Guilherme da Costa Coelho Barbosa e Daniel de Souza Pinto Moreira. O acusado está sendo julgado por homicídio qualificado e tentativa de homicídio qualificado, por duas vezes (art. 121, § 2º, I e IV e art. 121, § 2º, I e IV, c.c. art. 14, II (duas vezes), todos do CP), bem como por porte ilegal de arma (art. 14 da Lei 10.826/03).

A sessão de julgamento começou às 9 horas.

Processo: 2014.01.1.149136-3