TJDFT sedia lançamento de livro sobre plantas psicotrópicas proibidas no Brasil

por ACS — publicado 2017-05-03T09:15:00-03:00

Lançamento dia 3/5/2017 - Reinaldo Lobo

Nesta quarta-feira, 3/5, às 16h, será lançado no Memorial TJDFT – Espaço Desembargadora Lila Pimenta Duarte o livro “Cultura de Plantas Psicotrópicas Proibidas no Brasil: Confisco de terras e debates em direitos e princípios fundamentais", do escritor e delegado da Polícia Civil do DF Reinaldo Lobo. O lançamento do livro ocorre conforme processo seletivo previsto no Edital 1/2016, do Serviço de Apoio à Memória Institucional – SERAMI.

O livro fala sobre as oito plantas da natureza que são proibidas no país. O motivo da proibição é que delas derivam substâncias com efeitos psicotrópicos, utilizadas na formulação de drogas ilícitas consumidas pela população. A obra traz polêmico debate sobre drogas, com abordagens de defensores e de repressores de sua legalização, além de questões legais e constitucionais sobre o tema. O livro é fruto de dissertação de mestrado, precursora de uma análise específica e mais aprofundada do assunto. O estudo serviu de base para o Projeto de Lei Federal 7.385/17, que estará disponível para consulta no evento.

O autor, Reinaldo Lobo, é delegado da Polícia Civil do DF, desde 2005, e mestre em Direito Agrário pela Universidade Federal de Goiás, UFG. Também possui especializações em Direito Penal, Criminologia e Processo Penal, todas pela UFG. É membro associado da União Brasileira dos Escritores, como poeta e jurista. Ficou conhecido como “delegado poeta” por elaborar um relatório final de inquérito policial em forma de poesia.

Na ocasião do lançamento, o escritor exibirá a maleta de drogas da Academia de Polícia Civil do DF, com amostras das plantas mencionadas no livro, para conhecimento dos presentes. O autor também estará à disposição do público interessado no Memorial TJDFT no dia seguinte ao lançamento, 4/5, a partir das 16h, com exemplares da obra.

Serviço

O Memorial TJDFT está localizado no 10º andar do Bloco A, ala A, do Fórum de Brasília. O espaço funciona de segunda a sexta-feira, das 12h às 19h, e permite visitas espontâneas e monitoradas. Para agendar visitas monitoradas, entre em contato pelo e-mail memoria@tjdft.jus.br ou pelos telefones (61) 3103-5894/5893.

Memorial TJDFT - Espaço Desembargadora Lila Duarte foi inaugurado em 19/4/2010, durante as comemorações do cinquentenário do Tribunal. O museu abriga documentos, processos históricos, fotos e peças que contam a trajetória do Judiciário na capital. O Memorial está vinculado à 1ª Vice-Presidência do Tribunal, coordenada pelo desembargador Humberto Ulhôa.