Central do Idoso realiza programação especial no mês de outubro

por SB — publicado 2017-10-03T15:15:00-03:00

Imagem ilustrativa em comemoração ao mês da pessoa idosa. Na imagem há vários hexágonos com fotos de idosos. Essas formas geométricas estão concentradas no lado direito da imagem, no canto superior. Na parte inferior da imagem há a assinatura da Central Judicial do Idoso, que é representada por uma árvore.Clique aqui para baixar a programação completa do Mês da Pessoa Idosa.

Em comemoração ao Dia Nacional e Internacional da Pessoa Idosa, celebrado em 1º de outubro, a Central Judicial do Idoso promove o Mês da Pessoa Idosa. Com o intuito de trazer informações úteis para as pessoas com 60 anos ou mais, promover reflexão jurídica acerca do tema envelhecimento, estimular o debate sobre a velhice e conscientizar a sociedade acerca da violência contra o idoso, foi pensada uma programação de eventos que serão realizados ao longo deste mês.

No dia 10 de outubro, será ministrada, em parceria com o Programa Superendividados do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e de Cidadania - CEJUSC-SUPER do TJDFT, a palestra “Educação Financeira e Qualidade de Vida”. O evento é voltado, exclusivamente, para pessoas com 60 anos ou mais e será realizado das 14h às 17h, na sala da AMAGIS, que fica no 10º andar do bloco B do Fórum de Brasília. A participação é gratuita e as inscrições podem ser feitas pelo e-mail centraljudicialdoidoso@tjdft.jus.br. O interessado deve informar o nome completo, data de nascimento, endereço e telefone para contato. Serão disponibilizadas 30 vagas.

O encontro sobre educação financeira será conduzido na forma de exposição dialogada por meio da apresentação de slides, vídeos e dinâmicas de grupo. O objetivo é que, ao final da ação educacional, o participante seja capaz de compreender a relação entre consumo, poupança e crédito, avaliando opções para administração de seus recursos financeiros de maneira consciente (gestão sustentável), além de identificar alternativas de resolução amigável de conflitos financeiros.

“O Envelhecimento como Direito Personalíssimo” será abordado pela palestrante Maria Aglaé Tedesco Vilardo, juíza do direito do TJRJ, no dia 16/10, das 9h às 12h, no Auditório Andrelino Bento Santos Filho, que fica na sede do MPDFT. São disponibilizadas 100 vagas e as inscrições podem ser feitas no site da Defensoria Pública do Distrito Federal ou clicando aqui. A palestrante é doutora em Bioética e Presidente do Fórum Permanente de Biodireito, Bioética e Gerontologia da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro - EMERJ. 

Na terça-feira, 24/10, terá lugar a audiência pública que discutirá o tema “Política de Cuidados com a Pessoa Idosa”, no auditório do MPDFT, das 13h às 18h. Haverá 400 vagas e as inscrições para manifestação oral poderão ser feitas no próprio local. Para saber mais, clique aqui e leia o edital de convocação.

Para encerrar a programação do Mês do Idoso, será lançado o Mapa da Violência contra a Pessoa Idosa do Distrito Federal – 3ª edição. Será proferida palestra pela defensora pública Márcia Domingos e Sá, coordenadora da Central Judicial do Idoso, e pela Ouvidora Nacional de Direitos Humanos, Irina Bacci. Na ocasião, também serão comemorados os dez anos da Central Judicial do Idoso, com a exibição de um filme. O evento, que oferecerá 230 vagas para participantes, será no dia 31/10, das 13h30 às 18h, no Auditório Sepúlveda Pertence, que fica no térreo do Bloco A do Fórum de Brasília. Os interessados podem inscrever-se pelo e-mail centraljudicialdoidoso@tjdft.jus.br. Será fornecida certificação pela Segunda Vice-Presidência do TJDFT e CJI a ser entregue no dia do evento.

Para conhecer as duas edições anteriores do Mapa da Violência contra a Pessoa Idosa no Distrito Federal, clique aqui.

A Central Judicial do Idoso é um projeto pioneiro do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios e da Defensoria Pública do Distrito Federal. Atua no acolhimento aos idosos do DF que têm seus direitos ameaçados ou violados e que necessitam de orientação na esfera da Justiça. A Central funciona no 4º andar do bloco B do Fórum de Brasília e atende aos idosos das 12h às 18h. O telefone de contato é 3103-7609.