Vara de Execução de Medidas Socioeducativas recebe equipe de transição do GDF

por Noriete Celi/SECOM/VIJ-DF — publicado 2018-12-14T18:30:00-03:00

VEMSE

Com o objetivo de integrar sistemas de dados que possibilitem melhorias no atendimento socioeducativo do Distrito Federal, a Vara de Execução de Medidas Socioeducativas do DF – VEMSE se reuniu com a equipe de transição do Governo do Distrito Federal – GDF liderada pelo futuro secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Gilvan Máximo, na tarde desta quinta-feira, 13/12. A equipe foi recebida pela juíza titular da VEMSE, Lavínia Tupy, juntamente com servidores da Justiça Infantojuvenil do DF, no auditório da Vara da Infância e da Juventude, na Asa Norte.

O encontro contou ainda com a presença do padre Agnaldo Soares Lima, coordenador nacional da Rede Salesiana de Ação Social e referência em socioeducação no Brasil, que apresentou o sistema utilizado pela Rede Salesiana para gerenciar suas obras sociais. Uma parceria em andamento com a VEMSE estuda viabilizar a utilização desse sistema para o banco de dados da Vara, criado em junho do ano passado a fim de quantificar e qualificar informações sobre os jovens em cumprimento de medidas socioeducativas, incluindo dados pessoais e processuais, com o propósito de aprimorar e buscar soluções para o sistema socioeducativo. O banco de dados conta atualmente com quase 10 mil processos cadastrados.

Segundo a juíza da VEMSE, os jovens do sistema socioeducativo passam pelo atendimento de vários órgãos governamentais, ligados a diversas secretarias do DF. Dessa forma, um sistema integrado e organizado de dados no âmbito do GDF, que pudesse dialogar com a VEMSE, permitiria uma gestão mais eficiente das informações relativas aos socioeducandos, com foco no atendimento de qualidade e, consequentemente, na prevenção da reincidência da prática de atos infracionais. “É preciso investir em políticas de Estado pensando em medidas de longo prazo, que não sejam interrompidas a cada governo”, afirmou a magistrada.

Gilvan Máximo manifestou interesse em continuar o diálogo na busca de uma solução capaz de integrar os sistemas de dados do GDF e contemplar a demanda da VEMSE na unificação de informações referentes aos jovens do sistema socioeducativo. A equipe de transição de governo mostrou-se sensibilizada pelas questões da área infantojuvenil. O futuro secretário da pasta de Ciência, Tecnologia e Inovação lembrou a importância da família na formação das crianças e adolescentes. Ao final da reunião, foi criado um grupo de trabalho com representantes da equipe de transição do GDF e da VEMSE, além do padre Agnaldo Soares, com o intuito de avançar nas tratativas de criação do sistema de dados que atenda a todos os interessados.