Juíza do TJDFT é eleita 2ª Vice-Presidente do FONAMEC

por MLC — publicado 2019-04-16T18:40:00-03:00

Juíza Luciana Sorrentino eleita 2ªVice-Presidente do FONAMECA juíza do TJDFT Luciana Sorrentino foi eleita, durante o VIII Fórum Nacional de Mediação e Conciliação – Fonamec, para ocupar o cargo de 2ª Vice-Presidente do Fórum. Esta é a primeira vez que a diretoria é composta por uma mulher e tem uma representante de Brasília. A presidência foi assumida pelo juiz Alexandre Lopes de Abreu, do Tribunal de Justiça do Maranhão, e a 1ª vice-presidência ficará a cargo do desembargador Raduan Miguel Filho, do TJ de Rondônia. 

No evento, realizado pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás - TJGO e o Instituto Justiça & Cidadania, em Goiânia, nos dias 11 e 12 de abril, a magistrada do TJDFT presidiu o painel "Judicialização da Saúde". O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro José Antonio Dias Toffoli, e os ministros do Superior Tribunal de Justiça Paulo de Tarso Sanseverino e Paulo Dias de Moura Ribeiro também participaram do evento. 

O FONAMEC foi criado em 12 de dezembro de 2014, durante o Encontro Nacional de Núcleos de Conciliação, promovido pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ, e, a partir de 8/3/2016, passou a integrar oficialmente a Política Nacional de Tratamento de Conflitos, por meio da previsão contida nos artigos 12-A e 12-B da Resolução 125/2010 do CNJ. Sua finalidade é implementar a mediação e a conciliação nos Estados e no Distrito Federal, fomentando a cultura da paz, com a apresentação e discussão de propostas voltadas para a resolução pacífica de conflitos. 

No TJDFT, a juíza Luciana Sorrentino é a coordenadora do NUPEMEC – Núcleo Permanente de Mediação e Conciliação, unidade responsável por implantar e desenvolver a Política Judiciária Nacional de Tratamento Adequado dos Conflitos de Interesse no âmbito do Tribunal. O TJDFT tem uma larga tradição em conciliação e desde 2003 realiza mutirões de conciliação e mediação, sempre inovando e com resultados positivos. As sessões de conciliação e mediação são realizadas nos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania – CEJUSCs instalados em todos os fóruns do DF, alguns inclusive com competências temáticas exclusivas.