TJGO conhece ações e projetos de TI da justiça do DF

por NC/AB — publicado 2019-04-04T18:05:00-03:00

Presidente do TJGO visita TJDFTO Presidente do TJDFT, desembargador Romão C. Oliveira, recebeu nesta quarta-feira, 3/4, visita do Presidente do TJGO, desembargador Walter Carlos Lemes, o Diretor do Fórum de Goiânia, juiz Paulo Cesar das Neves, e do Diretor de Informática daquele Tribunal, Anderson Yagi. O motivo da visita foi o interesse do judiciário goiano em realizar um intercâmbio de informações e conhecer de perto a implantação do Processo Judicial Eletrônico (PJe), bem como outras ações na área de TI desenvolvidas pela justiça local.

Após o encontro protocolar, o Diretor de Informática do TJGO e comitiva composta pelo diretor da Divisão de Infraestrutura Tecnológica, Giuliano Silva Oliveira; diretora da Divisão de Desenvolvimento de Software, Keila Sousa Silva;  e a analista de TI Mirian Christiane Taquary foram recebidos na Coordenadoria-Geral de TI (CGTI). O interesse principal dos visitantes eram os módulos do Processo Judicial Eletrônico (PJe) como o Plenário Virtual e o PJe Criminal. Os técnicos também foram apresentados à implantação do PJe no TJDFT, bem como à experiência de migração de outros sistemas. 

O especialista Carlos Magno Laboissiere Faria, servidor da Subsecretaria do PJe (SUPJE), fez a apresentação do Plenário Virtual, bem como do site de consulta que mostra as informações das sessões virtuais, votos e acórdãos, e apresentou o fluxo de criação de sessão virtual, quórum e votação. Já o secretário de Desenvolvimento da CGTI (SEDES), Declieux Dias Santos, apresentou o PJe Criminal, passando pelos fluxos e tarefas do sistema. Ele demonstrou ainda algumas integrações existentes com o Diário da Justiça Eletrônico (DJe) e com outros órgãos por meio do MNI (Modelo Nacional de Interoperabilidade). Na sequência, o especialista Sávio Levy Rocha, do Serviço de Suporte à Plataforma de Aplicação (SERPLA/CGTI), apresentou os painéis de monitoramento específicos do PJe, que avaliam diversos indicadores de desempenho, capacidade e volume de acessos, o que ajuda a diagnosticar e remediar problemas.

Presidente do TJGO visita a CGTIO coordenador-geral da CGTI, Luiz Fernando Serique Junior,  explicou que o PJe no TJDFT ganhou maior força em 2015 e que, desde lá, as equipes vêm amadurecendo tanto a área de software quanto a de infraestrutura. “Vários desafios foram vencidos para que hoje pudéssemos trabalhar  numa plataforma bem mais estável. Não tenho dúvida de que o segredo para este sucesso foi o engajamento e parceria entre as equipes de desenvolvimento e de infraestrutura”, reforçou Serique, salientando que todo sistema, para ser bom, precisa de atenção e aprimoramento contínuos.

Durante a visita, a equipe do TJGO tirou diversas dúvidas quanto as funcionalidades do sistema e sobre a implantação no TJDFT e também falou de suas experiências na implantação de sistemas eletrônicos, digitalização, bem como soluções para integrações entre sistemas do Goiás. “Considero essa troca de experiências muito engrandecedora para auxiliar na avaliação de soluções para implantação em nosso tribunal”, frisou Anderson Yagi Costa, Diretor de Informática do TJGO.

Recentemente, vários tribunais têm visitado o TJDFT para conhecer suas soluções de tecnologia. “Isso demonstra que nossas equipes técnicas estão desenvolvendo e apresentando bons resultados”, avaliou, por fim, o coordenador-geral da CGTI, Luiz Fernando.

 

Fotos: Daniel Coelho - NBastian/Divulgação TJDFT