Ana Cristina sonha em poder chamar alguém de mãe

por DA - SECOM/VIJ-DF — publicado 2019-05-10T14:35:00-03:00

Ela integra o projeto Em Busca de um Lar, que incentiva a adoção tardia e fora do perfil majoritário dos requerentes

ComplayAnaÀs vésperas da celebração do Dia das Mães, ainda existem muitas pessoas que desejam ter um filho pra chamar de seu. Do outro lado, também há quem sonhe em chamar alguém de mãe. Esse é o grande sonho de Ana Cristina: ter uma família em que possa chamar “mãe” e “pai”. Ela gosta de jogar vôlei, queimada e de ler. Aos 13 anos, tem consciência de que hoje não há uma família para ela, mas conta que não perdeu as esperanças.

O projeto Em Busca de um Lar acredita que, por meio da adoção, uma família para Ana Cristina é possível. Para isso, a iniciativa da Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal (VIJ/DF) dá visibilidade a crianças e adolescentes que, como ela, estão em unidades de acolhimento do DF e cujo desejo é integrar uma família, mas que não correspondem ao perfil da maioria dos pretendentes a adoção - em razão da idade, por fazerem parte de grupos de irmãos ou por terem problemas de saúde.

Hoje há cerca de 130 crianças e adolescentes aguardando para serem adotados em instituições de acolhimento do DF e 543 famílias habilitadas no cadastro local. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Clique na imagem para assistir ao vídeo e conhecer melhor a Ana Cristina. Acompanhe a página e as redes sociais do projeto e descubra também a história de outras crianças e adolescentes: Em Busca de um Lar Página Facebook | Youtube.