NJM promove 4ª etapa do Maria da Penha Vai à Escola em Sobradinho e no Recanto das Emas

por CS — publicado 2019-03-20T17:15:00-03:00

Juiz Josmar na Escola Morro do Sansão em SobradinhoO Núcleo Judiciário da Mulher - NJM promoveu, nos dias 16 e 18/3, atividades da 4ª etapa do Projeto Maria da Penha vai à Escola – MPVE, em escolas de Sobradinho e do Recanto das Emas, respectivamente. O objetivo dos encontros é discutir os direitos das mulheres vítimas de violência doméstica e abordar questões sobre relacionamentos saudáveis, bem como identificar e desconstruir padrões rígidos da cultura machista.

No dia 16/3, o juiz Josmar Gomes de Oliveira, titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Sobradinho, proferiu palestra sobre violência doméstica e Lei Maria da Penha para 40 familiares e 20 professores e servidores da Escola Morro do Sansão, em Sobradinho. O encontro faz parte do projeto Famílias presentes, filhos contentes, promovido pela escola para que a comunidade possa discutir, compartilhar, tirar dúvidas e obter conhecimentos a respeito de assuntos voltados para o ambiente familiar e a educação dos filhos.Servidor João Wesley palestra em escola no Recanto das Emas

O mesmo tema foi abordado pelo servidor do NJM João Wesley Domingues, na última segunda-feira, 18/3, em palestra para estudantes do Centro de Ensino Fundamental – CEF 113 do Recanto das Emas, que trabalha com a modalidade Educação de Jovens e Adultos - EJA. O evento reuniu cerca de 90 pessoas. Durante toda esta semana, a instituição de ensino promove atividades em alusão ao Dia Internacional da Mulher, a fim de pensar e refletir, junto à comunidade escolar, acerca de temas como violência doméstica, feminicídio e o papel da mulher na sociedade. 

MPVE

Criado em 2014, o Projeto Maria da Penha Vai à Escola - MPVE é uma ação que integra o eixo comunitário do NJM e tem como objetivo “educar para prevenir e coibir a violência contra a mulher”. A metodologia do projeto foi pensada para propiciar um espaço contínuo de reflexão crítica e de ações que privilegiem a interação, a troca de vivências e experiências emgrupo, no que se refere à violência de gênero.

Para tanto, o MPVE foi dividido em quatro etapas. A primeira, com foco nos orientadores educacionais, enquanto agentes de promoção dos direitos das mulheres vítimas de violência doméstica na comunidade escolar. A segunda, direcionada aos gestores, equipes de apoio e coordenadores pedagógicos, para sensibilizá-los sobre a importância de se abordar os direitos das mulheres. A terceira, por sua vez, é voltada para os professores para que possam promover projetos de divulgação e discussão da Lei Maria da Penha nas escolas. Por fim, a quarta etapa, realizada em Sobradinho e no Recanto das Emas no últimos dias, é pensada para atingir diretamente os estudantes, com a proposta de promover formas saudáveis de convivência entre os jovens, além de identificar e desconstruir padrões rígidos da cultura machista.

Atualmente, o MPVE atende regionais de ensino de Ceilândia, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo, Sobradinho, Guará, Planaltina, Santa Maria, Recanto das Emas, São Sebastião, Brasília e Gama. O projeto, coordenado pelo NJM, é resultado da parceria entre TJDFT, MPDFT, Secretaria de Educação do GDF, Secretaria da Mulher do GDF, Secretaria de Políticas para Crianças e Adolescentes do GDF - SECRIA, Secretaria de Segurança Pública do GDF - SSP, Polícia Civil do DF, Polícia Militar do DF, Defensoria Pública do DF, OAB/DF, Universidade de Brasília - UnB e UniCeub.

Curso

Nesta quinta, 21/3, acontece a aula inaugural do curso Maria da Penha Vai à Escola, que chega a sua 7ª edição e é oferecido pelo Centro de Aperfeiçoamento dos Profissionais de Educação – EAPE, da Secretaria de Educação, conforme Acordo de Cooperação Técnica com o Tribunal. Os encontros acontecem em Brasília, na EAPE, localizada na quadra 906 sul. Os temas tratados no curso são: gênero e violência contra a mulher, Lei Maria da Penha, A rede de proteção às mulheres, As escolas do DF e o atendimento das situações de violência contra a mulher. 

Leia também

Juíza do TJDFT apresenta Projeto Maria da Penha Vai à Escola a novos coordenadores de ensino do DF

Maria da Penha Vai à Escola inicia atividades a todo vapor

Inscrições abertas para mais uma edição do curso “Maria da Penha vai à Escola”