Dia Mundial da Água: TJDFT reduz consumo do recurso em 11%

por CS — publicado 2019-03-22T07:05:00-03:00

Economia de água no TJDFT 2018O TJDFT aproveita o Dia Mundial da Água, celebrado nesta sexta-feira, 22/3, para divulgar dados do relatório de desempenho do Plano de Logística Sustentável – PLS, referentes ao consumo do recurso na Casa em 2018.  No último ano, o Tribunal conseguiu diminuir em 11% o consumo de água, o que representa uma redução de 12.423m³. O valor é suficiente para suprir as necessidades básicas diárias de 28.234 famílias, compostas por 4 pessoas cada (cálculo da ONU indica 110 litros por pessoa/dia). Com essa redução, a economia foi de mais de R$ 192 mil reais para o órgão.

Desde 2015, o consumo de água e energia nos prédios do TJDFT vem caindo ano a ano. A redução resulta de ações preventivas, rotineiras e planejadas. Para o Presidente do TJDFT, desembargador Romão C. Oliveira, “os índices de redução nos consumos de água e energia comprovam a responsabilidade ambiental do TJDFT diante do cenário nacional de escassez desses recursos naturais”.

Atualmente, 29 prédios do Tribunal contam com hidrômetro digital, que aponta em tempo real os consumos fora do nível normal e, assim, viabilizam ajustes e consertos ágeis, evitando desperdícios. A implantação dos hidrômetros digitais colocou o TJDFT como modelo para a concessionária de energia local, que a partir da experiência do Tribunal, ampliou a venda do serviço para os demais órgãos. Estratégias como essa demonstram a importância de inovação e da gestão dos recursos públicos e naturais, ainda mais diante do recente racionamento ocorrido no Distrito Federal e do controle dos reservatórios de água que servem a região. 

Esses e outros dados de economia de gastos públicos e de redução dos consumos de água, energia, papel, transporte, entre outros, podem ser conferidos no relatório de desempenho das metas do PLS 2018, disponível na página Transparência do site do TJDFT. O documento demonstra o empenho e o compromisso do Tribunal, dos magistrados e dos servidores com a austeridade, a racionalidade e a sustentabilidade, bem como com a responsabilidade socioambiental.

PLS

Na vanguarda das ações sustentáveis do Poder Judiciário, o TJDFT implantou, desde 2012, uma Coordenadoria de Gestão Socioambiental, responsável pela articulação com as áreas, tendo em vista a implementação e manutenção de ações de responsabilidade socioambiental na Casa. Além disso, em 2015, aprovou seu Plano de Logística Sustentável – PLS, alinhado às resoluções do Conselho Nacional de Justiça – CNJ e às diretrizes do Tribunal de Contas da União e do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

O PLS é um instrumento vinculado ao Plano Estratégico 2015-2020 do TJDFT, que permite estabelecer e monitorar práticas de sustentabilidade, racionalização e qualidade, com vistas à maior eficiência dos gastos públicos e da gestão dos processos de trabalho do Tribunal. Os indicadores e as metas são definidos, anualmente, na comparação com o ano anterior. O monitoramento dos desempenhos é realizado em tempo real por painéis eletrônicos, com base nos dados cadastrados pelas unidades responsáveis. 

Para saber mais sobre as ações de responsabilidade socioambiental do TJDFT, acesse a página do programa Viver Direito.