TJDFT realiza sessão comemorativa e inaugura Galeria das Administrações

por AB — publicado 2019-11-06T08:12:00-03:00

mesa1.jpg“As nações que desprezam a história estão condenadas a repetir suas tragédias”, afirmou o Presidente do TJDFT, desembargador Romão C. Oliveira, ao parafrasear Cícero e lembrar que “precisamos registrar novos acontecimentos para que tenhamos no futuro homens do naipe de Leal Fagundes e Milton Sebastião Barbosa”. Assim foi encerrada, nesta terça-feira, 5/11, a sessão especial comemorativa ao centenário dos desembargadores do Judiciário do DF Milton Sebastião Barbosa e José Júlio Leal Fagundes.

Na bancada da sala de sessões, além do Presidente do TJDFT, tiveram lugar a Procuradora-Geral de Justiça do MPDFT, Fabiana Costa Barreto; o secretário geral do TJDFT, Celso de Oliveira Neto; a esposa do desembargador Leal Fagundes, Alitta Sobral Leal Fagundes; e o filho do desembargador Milton Sebastião Barbosa, o desembargador aposentado Otávio Augusto Barbosa.

O desembargador Romeu Gonzaga Neiva fez a saudação oficial, compartilhando com os presentes trechos das biografias dos homenageados. Da mesma forma, a representante do MPDFT, com direito à palavra, destacou passagens peculiares da vida dos desembargadores em questão, registrando: “Essa cerimônia tem o propósito de celebrar a vida – o centenário do nascimento de duas personalidades que vislumbraram um futuro melhor, que trabalharam pela construção de uma sociedade mais justa”. Na sequência, citou Elie Wiesel, ganhador do Prêmio Nobel da Paz, em 1986, quando disse que a memória alimentada pela cultura nutre a esperança e torna humano o ser humano. “Essa é razão que estamos aqui. Em cerimônia pautada por respeito e afeto, sentimentos que renovam as esperanças e nos instigam a prosseguir em um mesmo propósito”, finalizou.

Durante o evento, prestigiado por magistrados, servidores, familiares e convidados, o desembargador aposentado do TJDFT Otávio Augusto Barbosa também reverenciou e agradeceu aos homenageados pelos feitos pessoais no âmbito familiar, e por aqueles que, no ofício de suas atribuições, engrandeceram o nome da Justiça do Distrito Federal e Territórios e conquistaram, inclusive, o reconhecimento de terem seus nomes apostos a dois importantes Fóruns da Justiça local.

Galeria1.pngEncerrada a sessão, os presentes participaram da inauguração da Galeria das Administrações, no saguão do Palácio, onde estão representados todos os desembargadores que ocuparam os cargos de Presidente, 1o. e 2o. Vice-Presidentes e Corregedores da Justiça do Distrito Federal e Territórios, desde sua transferência para Brasília, desde 1960.

Na ocasião, a 1a. Vice-Presidente, desembargadora Sandra De Santis, registrou que o feito tem como objetivo demonstrar a gratidão e respeito pelos gestores que nos antecederam, colocando à disposição do jurisdicionado parte da história do Tribunal que, prestes a completar 60 anos, mantém o olhar voltado ao cidadão. E citando as palavras de Machado de Assis: “Eu gosto é dos silêncios que declaram”, acrescentou: “E dos silêncios que realizaram”.

A Galeria das Administrações está aberta à visitação pública, nos dias úteis, das 12h às 19h, assim como o Memorial Desembargadora Lila Pimenta Duarte, no 10o. andar do bloco A do Fórum de Brasília.

Fotos: Daniel Coelho - NBastian/Divulgação TJDFT