TJDFT chega à marca de 445.601 processos digitalizados e está mais próximo de ser 100% digital

por ACS — publicado 2020-04-13T14:46:00-03:00

FACE-digitalizacao-de-processos.jpgPróximo do encerramento da gestão 2018-2020, o TJDFT chega à marca de 445.601 processos digitalizados, o que representa 95% do seu acervo. O trabalho começou há aproximadamente um ano, com o objetivo de inserir todo o acervo de processos físicos no Processo Judicial Eletrônico – PJe e tornar o Tribunal 100% digital, sendo motivo de comemoração.

Mesmo sem imaginar o cenário da crise atual, a ação – fruto da iniciativa conjunta da Administração, que concentrou esforços principalmente da Presidência e Corregedoria – foi fundamental para viabilizar o teletrabalho de magistrados e servidores durante o período de quarentena e não deixar a Justiça do DF parar.

Ainda que diante da necessidade de isolamento social e a implementação do teletrabalho para quase a totalidade do Tribunal, os números que indicam o avanço do trabalho são animadores: já foram digitalizados 94% dos processos da 1ª instância e 98% da 2ª instância. Vale mencionar que a Vara de Execução Fiscal, Precatórios e VIJ já têm 99% dos autos digitalizados.

Os 24.703 autos físicos restantes dizem respeito basicamente a cautelares, cujo nível de sigilo ainda não foi regulamentado pelo CNJ; processos findos, que aguardam tão somente os trâmites finais para arquivamento; e autos com classes processuais não implantadas no Processo Judicial Eletrônico. 

O índice de 95% dos processos no PJe é o maior dentre os Tribunais de Justiça Estaduais que aderiram ao sistema do PJe. O feito da Justiça do DF é digno de destaque, já que o Tribunal está fazendo esse trabalho com recursos próprios, diferentemente de outros órgão que optaram por contratar empresas terceirizadas para realizar o serviço e, assim, conseguiram avançar mais rapidamente quanto a essa demanda.

Mas o TJDFT segue confiante de que, ao término desse período de isolamento, será possível finalizar todo o trabalho que inclui ainda a inserção dos dados no PJe. Assim, o Tribunal agradece, desde já, o empenho e dedicação dos magistrados e servidores que concorreram para a realização desse trabalho de forma exitosa, certo de que muito contribuíram para alavancar a implantação do Processo Judicial Eletrônico na nossa Justiça, a fim de torná-la mais célere e mais efetiva.