VEMSE participa de formatura de duas unidades socioeducativas

por LF - SECOM/VIJ/DF — publicado 2020-08-03T20:06:26-03:00

Ao todo 27 socioeducandos das unidades de São Sebastião e de Planaltina se formaram no curso de aprendizagem profissional do SENAC

Socieducandos se formam SENAC (2).pngNo curso do SENAC, eu aprendi que comer, viver e pagar seus pertences com dinheiro honesto é muito mais difícil, mas não tem coisa melhor do que saber que sua mãe está vivendo e alimentando seus irmãos menores com dinheiro honesto, fruto do meu suor.” O trecho do discurso foi proferido por um aluno durante a cerimônia de formatura da 2ª Turma do Curso de Aprendizagem Profissional Comercial em Serviços Administrativos do SENAC-DF em parceria com unidades de internação do DF, que contou com a participação da juíza titular Lavínia Tupy, da Vara de Execução de Medidas Socioeducativas do DF (VEMSE).

Em razão do isolamento social, a cerimônia da 2ª Turma de alunos aconteceu por meio de videoconferências, realizadas com cada unidade socioeducativa parceira, sendo que a de São Sebastião (UISS) ocorreu em dia 31/7, para 13 alunos, e a de Planaltina (UIP) em 3/8, para 14 alunos.

O curso foi ministrado pelo SENAC-DF como parte do Acordo de Cooperação Técnica celebrado em 2018 com o Ministério Público do Trabalho (MPT), o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), a Defensoria Pública do Distrito Federal, a Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude (atual Secretaria de Justiça e Cidadania do Distrito Federal) e a Superintendência Regional do Trabalho no Distrito Federal.

Antonio Tadeu Perón, diretor regional do SENAC-DF, agradeceu em nome da instituição que representa a oportunidade de vivenciar algo novo que revitaliza o espírito educador: “A intenção nesse curto espaço de tempo, mais do que formá-los, foi despertar em vocês, formandos, a capacidade de aprender e mostrar um mundo novo de alternativas e escolhas a vocês. O SENAC sempre terá na área de comércio, bens, serviços e turismo um curso especializado para atender a vocação de vocês. Que saiam dessa experiência com um olhar renovado para a vida”.

Francisco Maia Farias, presidente da Fecomércio-DF, ressaltou que a capacitação do SENAC se torna ainda mais especial no caso de jovens vinculados ao sistema socioeducativo: “Estamos criando mercado de trabalho aos que precisam retornar à sociedade de forma saudável, para que estejam preparados para assumir um emprego e iniciar uma vida nova”.

Sempre é tempo de recomeçar

socioeducandos se formam dra Lavínia 3.pngAo fazer uso da palavra, a juíza Lavínia Tupy se dirigiu aos jovens nominalmente e os incentivou: “Sempre é tempo de recomeçar, de reconquistar a confiança. Sempre é tempo de acreditar em sonhos, aceitar os desafios de cara nova, independentemente do que já sofremos, do quanto já nos machucamos ou do quanto já erramos. Procuremos acreditar nas oportunidades que nos são oferecidas e no potencial que esse curso de aprendizagem profissional terá na vida de cada um de vocês a partir de agora”. A magistrada afirmou que os jovens estão saindo com carteira de trabalho assinada, com um mínimo de experiência profissional, e com certificado emitido por uma das entidades mais reconhecidas e confiáveis nacionalmente.

A procuradora do Trabalho Ana Maria Villa Real parabenizou individualmente os alunos, agradeceu a cada um que viabilizou o exitoso acordo de cooperação, incluindo as empresas parceiras, e falou que o sistema socioeducativo é regido pela incompletude institucional e que deve receber a colaboração de todos: “Somos obrigados a colaborar com esse sistema e ressignificar os valores dos nossos adolescentes. Esse acordo objetiva trazer uma perspectiva mais humanizada. Vejo como uma pausa no dia a dia do sistema, de trabalho, cidadania, solidariedade”. A procuradora afirmou que a aprendizagem profissional é uma oportunidade não só de os jovens se qualificarem, mas de aprenderem e colocarem em prática lições de cidadania.  

 “Tenho orgulho pelo caminho que cada um de vocês está trilhando e tenho certeza de que suas habilidades durante toda essa trajetória serão oportunizadas no mercado de trabalho. Acreditamos em vocês e todos aqui acreditam na socioeducação como caminho do bem”, discursou a secretária de Estado de Justiça e Cidadania do Distrito Federal, Marcela Passamani, em breves palavras dirigidas aos formandos.

Lucian da Rocha Silva Júnior, diretor da Unidade de Internação de Planaltina, disse aos jovens que, quando não estamos sozinhos, dividimos nosso fardo e tudo fica mais leve. “Nós fomos esses amigos e professores, com os quais eles puderam contar para atingirem esse objetivo”, afirmou. Instrutor do SENAC na UIP, Iuri Pereira Marques disse que, juntos em sala de aula, o aprendizado foi mútuo: “Vocês nos deixam um ar de esperança. Consegui perceber que tem um profissional e um ser humano maravilhoso dentro de cada um de vocês”. O professor convidou os formandos a refletirem sobre sua mensagem: “O passado está registrado na mente de vocês e o futuro está em suas atitudes e escolhas”.

Nos dois dias de eventos, na UISS e na UIP, diversos alunos fizeram questão de falar sobre o que aprenderam, a mudança de visão, os sonhos para o futuro e agradeceram em geral a Deus, à juíza Lavínia Tupy, à procuradora Ana Maria Villa Real, aos familiares, aos técnicos das unidades e especialmente aos seus instrutores.

Trechos de mensagens dos formandos

“Quero agradecer a Deus, à minha família, à juíza, que observa nosso andamento de perto, e à equipe da UISS, que nos proporcionaram essa grande oportunidade, para não só estudar, mas formar um ser humano. SENAC, obrigado pelo momento ímpar em nossas vidas, nunca esqueceremos o que fizeram por nós.  Professor Wendel, talvez não haja palavras suficientes e significativas que me permitam agradecer você com o devido merecimento. Seu apoio foi para mim de valor inestimável (…) Quero que o senhor saiba que não foi somente um professor, mas um grande amigo. Então vou levar essa amizade para a vida. Agora resta apenas expressar com algumas palavras e lhe prestar essa humilde e mais sincera homenagem. Muito obrigado, que Deus continue te iluminando e ajudando a mudar a vida de muitos jovens.”

“Obrigado, professor Wendel, por nos dar força quando mais precisamos. O senhor me falou que eu poderia conseguir por ter capacidade de ser outra pessoa. Quero que Deus te abençoe o resto de sua vida. Muito obrigado pela minha caminhada, professor, eu te amo.”

Várias autoridades presentes fizeram uso da palavra, entre os quais os defensores públicos Paulo Eduardo Balsamão e Laisa Drumond, do Núcleo de Assistência Jurídica de Execução de Medidas Socioeducativas; Elisângela de Sousa Martins, superintendente regional do Trabalho do DF; Fernanda Rabelo de Carvalho Beltrão, coordenadora de Internação da Subsecretaria do Sistema Socioeducativo; Antonia Maria Ribeiro.