Acusado de três tentativas de homicídio é condenado a 17 anos de prisão

por ASP — publicado 2020-01-10T18:27:00-03:00

Em sessão de julgamento realizada nesta sexta-feira, 10/1, o Tribunal do Júri de Ceilândia condenou Edson Barros Moura a 17 anos, cinco meses e dois dias de reclusão, por tentar matar três pessoas, em março de 2019, após desentendimento.

Segundo os autos, o crime aconteceu no dia 24 de março de 2019, por volta da meia-noite, na Expansão do Setor "O", em Ceilândia. O réu e uma mulher foram buscar uma adolescente em uma festa de aniversário que ocorria no local, momento em que a mulher, mãe da adolescente, passou a repreender a filha, puxando-a pelos cabelos para fora da residência.

Ao presenciarem a cena, alguns convidados foram argumentar com o acusado e a mulher, a fim de amenizar a situação e evitar que a adolescente fosse castigada, quando o réu sacou uma faca e passou a desferir golpes nos presentes, atingindo duas pessoas. A terceira vítima não foi atingida pelos golpes de faca. Edson foi desarmado pelos outros convidados e fugiu do local.

Edson Barros Moura foi condenado por três tentativas de homicídio qualificado por motivo fútil e por uso de recurso que dificultou a defesa das vítimas (artigo 121, §2º, incisos II e IV, c/c artigo 14, II, na forma do art. 71, todos do Código Penal).

O réu deverá cumprir a pena em regime inicial fechado.

Processo: 2019.03.1.003327-6