Núcleo Judiciário da Mulher intensifica atividades durante isolamento social

por CS — publicado 2020-05-28T15:16:00-03:00

NJM.jpegDesde que foi adotado o regime de isolamento social no DF, no mês de março, devido à pandemia causada pela covid-19, o Núcleo Judiciário da Mulher - NJM, do TJDFT, tem realizado uma série de ações para capacitar integrantes da rede de proteção e o público em geral, quanto aos direitos e garantias das vítimas de violência doméstica. O combate ao abuso e violência sexual contra crianças e adolescentes também é tópico de preocupação dos responsáveis pelas atividades.

Assim, nesta sexta-feira, 29/5, o juiz Ben-Hur Viza, titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher - JVDFCM do Núcleo Bandeirante e coordenador do NJM, participa do 1º Fórum de Combate ao Abuso e Violência Sexual Infanto-juvenil, que acontece no Centro Universitário do Vale do Araguaia, em Barra do Garças - MT, a partir das 19h, com transmissão ao vivo pela plataforma de videoconferência Zoom. Na ocasião, o magistrado falará sobre a Lei 11.340/06 – Lei Maria da Penha e o Sistema de Justiça e Educação no enfrentamento ao abuso sexual contra as crianças e adolescentes no Brasil.

O tema será abordado também no webinar A escuta especializada em situações de violência sexual contra crianças e adolescentes, promovido pelo NJM em parceria com a Escola de Formação Judiciária do TJDFT na próxima terça-feira, 2/6, das 9h30 às 11h30, pela plataforma Zoom. A ação será ministrada pela juíza Gislaine Carneiro C. Reis, titular do JVDFCM de Santa Maria e coordenadora do NJM, e pela mestra em psicologia e professora da UnB, Silvia Renata Lordello.

Na última terça-feira, 26/5, a juíza Gislaine Carneiro Reis participou de palestra on-line direcionada a alunos do Centro Acadêmico de Medicina C. A. Valques, da Faculdade Atenas, na cidade de Passos, em Minas Gerais. Na oportunidade, falou sobre violência contra a mulher em época de distanciamento social. A íntegra da transmissão pode ser acessada aqui.

Capacitação de policiais

Visando a capacitação dos policiais que irão atuar na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher – DEAM II, que será inaugurada em Ceilândia, no próximo dia 8/6, juízes e servidores do NJM também participarão de curso a ser ministrado a esse público específico. Entre os temas a serem abordados estão tópicos da Lei Maria da Penha, especificidades da violência contra a mulher, rede de proteção, protocolos de atendimento e encaminhamento.

A nova delegacia vai funcionar dentro da área onde fica a 15ª Delegacia de Polícia de Ceilândia, localizada na Praça da Estrela, no centro da região administrativa.