TJDFT realiza mais de 242 mil atos judiciais e 38 mil julgamentos de 16/3 a 3/5

por TT — publicado 2020-05-06T18:05:00-03:00

Ao todo, foram proferidos 242.811 atos judiciais e 2.091.755 expedientes

Campanha-TJDFT-nao-para-produtividade-6-5-20.jpgOs juízes e desembargadores do TJDFT proferiram 38.077 sentenças e acórdãos, respectivamente, no período de 16/3 a 3/5. Ao todo, foram 242.811 atos judiciais, entre sentenças, acórdãos, decisões e despachos. Com intuito de dar andamento aos processos, no referido período, os servidores realizaram 2.091.755 atos de expediente 

Na última quinta-feira, 30/4, conforme Portaria Conjunta 50/2020, o TJDFT prorrogou por prazo indeterminado  as medidas preventivas adotadas pelo órgão devido à pandemia da COVID-19 – entre elas o teletrabalho, a suspensão das audiências presenciais e a vedação do acesso do público externo às dependências do Tribunal.

Apesar de manter a suspensão dos prazos dos processos físicos, a referida Portaria determinou a retomada da contagem dos prazos dos processos eletrônicos judiciais e administrativos a partir da última segunda-feira, 4/5, bem como autorizou a realização de audiências por vídeoconferência.

A Justiça do DF vem se empenhando na busca de alternativas ágeis e seguras para garantir a continuidade da prestação jurisdicional e reduzir os riscos de contaminação e disseminação do novo vírus no âmbito do Tribunal. 

Fale Conosco

O TJDFT destaca que disponibiliza na página principal do seu site o link “Endereços e Telefones”, com os contatos de todas as suas unidades administrativas e judicias.

Além disso, caso o jurisdicionado tenha dúvidas sobre o sistema PJe, poderá entrar em contato por meio do meio do Chat do PJe , das 12h às 18h30, nos dias úteis. 

O cidadão pode entrar em contato ainda com a Ouvidoria do TJDFT por meio de formulário eletrônico ou e-mail ouvidoria@tjdft.jus.br ou pela Central de Teleatendimento nos telefones  (61) 3103-7000; 0800 61 46466; 159das 8h às 20h, em dias úteis. 

Você cuida da sua saúde, nós cuidamos de seus direitos: o TJDFT segue trabalhando por você!