Acusado de tentativa de feminicídio é condenado a 12 anos de prisão

por ASP — publicado 2020-03-13T19:28:00-03:00

O Tribunal do Júri de Taguatinga condenou a 12 anos de prisão o réu Carlos Alberto Soares Júnior por tentar matar a companheira em um contexto de violência doméstica e familiar. Carlos Alberto restou condenado por tentativa de homicídio triplamente qualificado por motivo fútil, uso de recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio (art. 121, parágrafo 2º, incisos II, IV e VI, c/c parágrafo 2ºA, c/c art. 14, inciso II, todos do Código Penal).

Segundo os autos, o réu tentou matar a vítima com golpes de faca, no dia 2 de julho de 2018, em Taguatinga Norte, após uma briga, ao saber que ela estava em um bar.  

De acordo com o juiz presidente do Júri, Carlos Alberto possui mal antecedentes e deverá cumprir a pena inicialmente em regime fechado, além de não poder recorrer da sentença em liberdade.

PJe: 0003076-15.2018.8.07.0007