TJDFT e SICOOB firmam parceria para impulsionar ações de conciliação e mediação

por MLC — publicado 2020-11-09T19:15:00-03:00

CONCILIAÇÃO E MEDIAÇÃO.jpegO TJDFT assinou acordo de cooperação técnica com a Cooperativa de crédito do Distrito Federal e entorno LTDA – SICOOB CREDIBRASÍLIA, com o objetivo de estimular a participação da cooperativa nas atividades de conciliação e mediação oferecidas pelos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e de Cidadania – CEJUSCs do DF.

Com isso, a SICOOB CREDIBRASÍLIA se compromete a participar das ações de Pauta Concentrada processual e pré-processual, Pauta Específica, Semana Nacional de Conciliação e cursos de resolução de conflitos para representantes de empresas. 

O acordo, que terá duração de 60 meses, visa também o fortalecimento da Política Judiciária Nacional de tratamento adequado dos conflitos, prevista na Resolução 125/2010 do Conselho Nacional de Justiça - CNJ, com a promoção da cultura do diálogo entre as partes e consequente prevenção e desjudicialização de litígios, metas perseguidas pelo Poder Judiciário brasileiro.

O TJDFT promove ações para dar cumprimento e efetividade à Resolução 125/2010 do CNJ,bem antes da publicação da referida norma. Os mutirões de conciliação no Tribunal acontecem desde 2003, sempre inovando e com resultados acima da média e seguem se consolidando como prática cada vez mais bem-sucedida entre os demandantes.

Semana Nacional de Conciliação

No final do mês de novembro, o TJDFT participa mais uma vez da Semana Nacional de Conciliação – SNC que está em sua 15ª edição. Com o slogan "Menos conflito, mais resultado", a SNC irá acontecer em todos os tribunais do país de 30/11 a 4/12. O evento é promovido pelo CNJ e integra o Movimento Nacional de Conciliação.

Independente dessa grande ação realizada anualmente, as pessoas interessadas em solucionar litígios de forma amigável e com amparo da Justiça poderão solicitar a realização de conciliação  diretamente no Canal Conciliar, oferecido pelo TJDFT, durante o ano todo. É possível resolver questões que ainda não viraram processos ou alguma ação que já esteja em tramitação na justiça local.