Acusada de atropelar e matar ciclista é condenada pelo júri popular

por ASP — publicado 2021-08-03T17:57:00-03:00

O Tribunal do Júri de Ceilândia condenou, nesta terça-feira, 3/8, Luzia Ferreira de Assis a seis anos de reclusão, seis meses de detenção e pagamento de multa, por atropelar e matar o ciclista Jailson Barbosa de Oliveira, na manhã do dia 25 de janeiro de 2020. Luzia também está proibida de obter permissão para dirigir veículo automotor até o cumprimento total da pena privativa de liberdade e pena de multa.

Após votação secreta, o Júri popular, em sua soberania constitucional, reconheceu a prática dos crimes descritos na pronúncia e condenou a acusada pelos crimes de homicídio e direção sob a influência de álcool e cocaína - condutas descritas no artigo 121, “caput”, do Código Penal e art. 306, “caput” e §1º, I, da Lei 9.503/97.

Luzia irá cumprir a pena em regime inicial semiaberto e, considerando o regime inicial fixado e a primariedade da condenada, o juiz presidente do Júri concedeu a ela o direito de recorrer em liberdade.

PJe: 0706591-58.2020.8.07.0003