TJDFT cumpre sete das oito Metas do Judiciário para 2020

por SB — publicado 2021-02-12T13:30:00-03:00

Metas-2020.jpgSete das oito Metas Nacionais do Poder Judiciário para o ano de 2020 foram integralmente cumpridas pelo TJDFT, mesmo em um ano marcado pelas dificuldades geradas pela pandemia decorrente da Covid-19 e pelo isolamento social imposto.

Os números podem ser conferidos no Painel das Metas do TJDFT, que permite o acompanhamento contínuo do grau de cumprimento de cada uma das metas estabelecidas, com total transparência.

De uma forma geral, as metas estão relacionadas a objetivos de desempenho e produtividade, e visam identificar e julgar processos relativos a temas de maior alcance e relevância, como improbidade administrativa e crimes contra a administração pública, violência doméstica e feminicídio, ações coletivas, obras públicas paralisadas e, este ano, ações relacionadas ao meio ambiente. Medidas para incentivar e ampliar a resolução consensual de litígios, a redução da taxa de congestionamento, a desjudicialização e a digitalização de processos também são objetivos buscados de forma constante.

As Metas Nacionais do Poder Judiciário são traçadas ano a ano, com a participação da sociedade e de todos os Tribunais, e chanceladas durante a plenária final do Encontro Nacional do Poder Judiciário.

Anualmente, o TJDFT regulamenta os procedimentos destinados ao cumprimento das Metas Nacionais do Poder Judiciário. Em 2021, o Tribunal publicou essa regulamentação por meio da Portaria Conjunta 6/2021, mantendo o Juiz Auxiliar da Presidência, Marcio Evangelista Ferreira da Silva, e o Juiz Auxiliar da Corregedoria, Pedro de Araújo Yung-Tay Neto, como gestores das Metas Nacionais nos 2º e 1º graus de jurisdição, respectivamente.

A Secretaria de Planejamento e Gestão Estratégica – SEPG é a unidade competente para acompanhar, no âmbito do CNJ, instruções, orientações e detalhamentos relativos às Metas Nacionais, repassando-os aos gestores com as sugestões que julgar apropriadas para a constante melhoria e aprimoramento das ações implantadas no Judiciário local.

Confira os novos desafios neste ano de 2021, a serem perseguidos pela Justiça do DF.