SINDJUS reconhece ações do Pró-Saúde na negociação com hospitais

última modificação: 2024-03-04T13:47:32-03:00

Logo Sindjus.png

Após se reunir com o Presidente do Conselho Deliberativo do Pró-Saúde – CDPS, Desembargador Roberval Casemiro Belinati, e com gestores do Pró-Saúde, o Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário e do MPU no DF – SINDJUS atualizou hoje a matéria publicada em seu site no dia 22/02/2024, reconhecendo e elogiando as ações do Pró-Saúde e do CDPS nas negociações com os hospitais da Rede D’Or. Segue abaixo trecho atualizado da matéria: 

"Conforme observado pelo Sindicato, a decisão da Rede D’Or em não aceitar a contraproposta do Pró-Saúde e sequer apresentar outra proposta intermediária que trouxesse solução ao impasse, levou em questão aspectos meramente financeiros, sem considerar as necessidades e interesses do público atendido e o aspecto humano e de proteção à saúde e vida dos beneficiários com a manutenção dos serviços prestados. O que se verifica no caso em particular é um grande esforço por parte do Pró-Saúde em renovar os contratos e manter os serviços de saúde prestados pela Rede D’Or, sem causar desequilíbrio financeiro ao plano de saúde e consequente aumento das mensalidades, fatos esses que devem ser destacados e elogiados. Confira a Nota da Secretaria de Assistência e Benefícios do TJDFT (SEAB)."

O Pró-Saúde reforça que o aspecto humano e a proteção à saúde dos beneficiários sempre serão prioridades, combinadas com uma gestão eficiente que garanta a solidez financeira e a longevidade do Programa. 

Esclarecemos, ainda, que o Pró-Saúde permanecerá tentando acordo para firmação de novos contratos com o Hospital Santa Luzia, Hospital do Coração do Brasil e Hospital Santa Helena, tendo em vista que expirou a vigência dos contratos anteriores. Portanto, não houve "descredenciamento" nem rescisão contratual. 

Em relação ao Hospital DF STAR, que também integra a Rede D’Or, salientamos que as negociações permanecem e todos os esforços estão sendo adotados para que o contrato de credenciamento seja mantido até o fim de sua vigência (27/11/2024), desde que não resultem em aumento das mensalidades cobradas dos beneficiários do Pró-Saúde. Em breve emitiremos nota quanto ao resultado das negociações. 

Por fim, o Pró-Saúde coloca-se à disposição por meio do ALÔ PRÓ-SAÚDE (61) 3103-5990.