Hospital Sírio Libanês de São Paulo

 

O Hospital Sírio Libanês de São Paulo é considerado um hospital de alta referência (alto custo) credenciado diretamente com o Pró-Saúde, logo, a carteira a ser utilizada para o atendimento é a do Pró-Saúde. Ele possui custeio diferenciado, nos termos do Ato Deliberativo 39/2017.

I- Ao decidir realizar tratamento no Hospital Sírio Libanês de São Paulo, o beneficiário deverá requerer autorização ao Pró-Saúde pelo Sistema Eletrônico de Informações – SEI. (Clique aqui no passo a passo).

II- O prazo para o Pró-Saúde autorizar o pedido é de até cinco dias úteis, mas, em geral, os pedidos são autorizados no prazo de 1 a 3 dias.

III- O pedido de reembolso dos valores pagos pelo beneficiário, relativo a tratamentos no Hospital Sírio de São Paulo ou qualquer outro hospital considerado de alto custo pelo Pró-Saúde deverá ser realizado pelo SIPADWEB (Solicitação de Reembolso de Despesas Médicas, Hospitalares, Ambulatoriais e de Remoção).(Clique aqui no passo a passo). 

Do Custeio pelo usuário 

I- Direta: a coparticipação do beneficiário titular é no percentual de 50% (cinquenta por cento) do total das despesas faturadas e auditadas pelo Pró-Saúde.

Atenção! Com frequência, o corpo clínico (médico e outros profissionais da saúde) da rede de prestadores do Pró-Saúde não aceita firmar convênios. Nesses casos, os valores dos honorários dos profissionais de saúde, bem como as condições de pagamento, serão acordados diretamente entre as partes. O beneficiário realizará o pagamento integral e poderá solicitar o reembolso dos honorários médicos e de outros profissionais da saúde, conforme norma do Pró-Saúde (clique aqui).

II- Indireta: o beneficiário será reembolsado no percentual de 50%, com exceção dos honorários médicos e de outros profissionais da saúde.

O reembolso dos honorários médicos e de outros profissionais da saúde, após auditoria do Pró-Saúde, será de 250% (duzentos e cinquenta por cento) dos valores estabelecidos nas tabelas de referência adotadas pelo Programa (TAB-REF) ou em 80% (oitenta por cento) do montante da nota fiscal ou do recibo médico, prevalecendo o menor valor.

A regra do parágrafo anterior será aplicada, ainda, independentemente do local de prestação do serviço, ao reembolso de exames, procedimentos e honorários médicos de especialidades médicas, passíveis de autorização, previstos nas tabelas de referência do Programa, mas comprovadamente não disponibilizados pelo Pró-Saúde.

Saiba mais sobre os tratamentos de alto custo, clicando aqui.